Logo do Fórum

O que é Torcida Organizada?
cirineus - 15-10-03 em 09:07 PM

O que é Torcida Organizada?

Grupo de Torcedores que se reúnem para torcer por um time? N?o. Torcida Organizada é o COMANDO exercido sobre os torcedores já reunidos. O Futebol passou por evoluç?es, as Torcidas Organizadas também. No começo, pelo que eu já li sobre o assunto, as Torcidas Organizadas eram formadas por pequenos grupos de amigos que tinham como objetivo comum torcer e incentivar seu time de coraç?o. Depois da evoluç?o, passou a Torcida Organizada a exercer COMANDO sobre grandes grupos de amigos que se reúnem para ir aos estádios torcer pelo seu time.

Hoje, os grupos de amigos passaram a ser grupos de colegas ou conhecidos, reunidos em núcleos, alas, "famílias", comandos, etc. Quando estas se dirigem aos estádios, v?o porque torcem pelo time que vai jogar, e n?o porque s?o obrigados a ir. Quando chegam ao estádio, ai sim o COMANDO passa a exercer a autoridade sobre os torcedores, instruindo, delegando, organizando e reprimindo excessos que venham a ocorrer.

Vamos tirar, por exemplo, jogos no Castel?o entre Fortaleza x kanal.

Antes dos Jogos quando as torcidas se dirigem ao estádio, ocorrem brigas nos terminais, atos de vandalismo contra ônibus que tem seus vidros estilhaçados por pedras, ocorrendo o mesmo no retorno para suas resid?ncias. Mas, no estádio Castel?o, onde est?o os carrinhos de lanches e bebidas, as torcidas se reúnem, lá n?o a confronto entre as torcidas, apesar de mais ou menos 50 metros separar as torcidas (dentro do estádio também), com poucos policiais cavaleiros e a pé estarem fazendo a segurança, o que n?o impediria na falta do COMANDO das torcidas, que 200 a 250 torcedores de cada lado (de 400 a 500 no total) façam daquela praça um palco de guerra sangrento, fazendo a presença policial ser totalmente inócua e sem poder de aç?o.

Acabar com as Torcidas Organizadas (COMANDO), apenas vai trazer o Caos e a Anarquia nos estádios e agravar em muito fora deles, porque os núcleos, alas, "famílias", comandos, etc, que na verdade s?o torcedores bairristas v?o continuar comparecendo em peso aos estádios, e isso, a Polícia, o Ministério Público n?o v?o poder impedir.

Podem acabar com as Torcidas Organizadas, mas o que restara e a "Torcida Desorganizada". E é dessa que eu tenho medo.


ANIBALDANTAS - 7-12-03 em 02:56 AM

O jornalista Armando Nogueira comparou as torcidas organizadas a um câncer, durante o workshop "O Avanço do Esporte na Responsabilidade Social", realizado ontem ? tarde no Hotel Porto d´Aldeia. O evento contou com as participaç?es dos ex-atletas Magic Paula e Roberto Dinamite, além do secretário do Esporte e da Juventude, André Figueiredo. A mediaç?o ficou a cargo do jornalista Blanchard Gir?o, enquanto o apresentador do Debate Bola, Paulo César Nor?es, foi o mestre de cerimônias. Nogueira fez um importante alerta: a chamada "bancada da bola" está se articulando no Congresso Nacional para torpedear o Estatuto do Torcedor.

Armando Nogueira classificou as torcidas organizadas como falanges que nasceram através do suborno de cartolas de má fé. "Elas recebem dinheiro ou ingresso e, em contrapartida, cumprem um papel deprimente, em defesa de cartolas inescrupulosos. Se subdividiram, a exemplo de um câncer que corrói até destruir. Esse tipo de facç?o pode ser a serpente que vai envenenar o time inteiro".

O poeta do jornalismo esportivo n?o poupou a cartolagem atual. "Antigamente, o cartola entrava rico no clube e saía pobre. Temos os exemplos de Ciro Aranha, no Vasco; Carlito Rocha, no Botafogo e Gilberto Cardoso, no Flamengo. Hoje, o dirigente entra sem recursos e sai milionário, graças a uma legislaç?o que acabou com o voto qualitativo".

Como exemplo desse atual dirigente, citou o presidente do Vasco, Eurico Miranda. "Esse subiu a favela e distribuiu carteira de sócio e de conselheiro para quem encontrava, a fim de derrotar o Roberto Dinamite na eleiç?o recentemente terminada".


ANIBALDANTAS - 7-12-03 em 03:00 AM

Odeio generalizaç?es. Acho que no nosso estado, os dirigentes já saíam ricos bem antes. O rombo é que ficava. No Fortaleza, amadurecemos e temos uma diretoria proba, competente, que honra seus compromissos. Quanto ?s organizadas, Acredito ser importante a manutenç?o das mesmas. Acredito que deva existir uma legislaç?o exigindo conselhos fiscais eficientes e controle de sócios rigorosos, mas n? acabá-las.


Luciano - 7-12-03 em 03:32 AM

Citação:
Eurico Miranda. "Esse subiu a favela e distribuiu carteira de sócio e de conselheiro para quem encontrava, a fim de derrotar o Roberto Dinamite na eleiç?o recentemente terminada".
Anibal acho que isso n?o procede, tenho um amigo que é sócio/conselheiro do vasco e as vezes vou a S?o Januário, a verdade n?o aparece na mídia(veja o que a Mídia é capaz de fazer), o Eurico é muito querido pelos sócios, funcionários e diretores, além disso durante sua gest?o foi o time em toda a história brasileira que mais investiu nos esportes amadores,em comparaç?o com seus rivais foi o que mais ganhou títulos(inclusive libertadores e dois vice mundial) além de nunca ter sido rebaixado(caso do Bota e do Flu por 3 vezes consecutiva)e tudo isso sem patriocinador. Entrou nessa "perseguiç?o" após peitar a globo, inclusive colocou o logo tipo do SBT sem remuneraç?o nenhuma. Outra n?o foi reeleito por 90% de seu eleitores serem de baixa instruç?o e muito influenciado, o que n?o acontece com os sócios e conselheiros do vasco.


Antonino - 7-12-03 em 12:00 PM

Essa opini?o do Luciano deve tb ser levada em consideraç?o...
Mas sobre as organizadas, eu acho que a viol?ncia é um problema social, uma falta de valorizaç?o da vida, do homem, do cidad?o, e isso repercute no futebol, onde se observa viol?ncia até mesmo fora das torcidas ditas organizadas.
E tem mais: partindo do princípio que eles se organizem para torcer, apoiar ou protestar, fica muito difícil impedir que, no estádio ou fora dele, alguém infiltrado, com a camisa da agremiaç?o, fique incentivando ou praticando a viol?ncia. Como eu havia dito, o problema é social, e esse indivíduo provavelmente seria violento se n?o existissem torcidas organizadas.
Penso que com um esforço coletivo, de sociedade, polícia, organizadas e torcedores em geral, de qualquer clube, já que somos parte interessada, podemos aos poucos impedir que marginais se infiltrem entre torcedores, praticando atos socialmente inaceitáveis.
Vamos lutar pela paz, que eu quero um dia poder levar minha família tranqüilo pro jogo do Le?o.


Bernardo - 7-12-03 em 04:49 PM

Finalmente alguém para ver o óbvio! Os torcedores do Flamengo e Fluminense, em geral, ficam comemorando a perman?ncia do Eurico como algo que atrapalharia o Vasco. Que grande burrice! Tá, financeiramente o Vasco, por culpa do Eurico, n?o vai bem. Ele gastou mesmo. Mas o Vasco com ele nos comandos, desde meados da década de 80 deixou de ser um time de médio para pequeno, brigando com o Botafogo e passou a ser o rival do Fluminense, depois passou até a rivalizar com o Flamengo. Hoje em dia tem vários títulos e discutindo com um colega, ele fez as contas e notamos que, dos 88 anos de departamento de futebol, em 70 anos de vida antes do Eurico o Vasco tinha 18 títulos e em 18 anos de comando do Eurico foram 14 títulos. É só fazer as contas e ver a proporç?o absurdamente diferente. O bicho é nojento para nós (o resto), mas para os torcedores do Vasco, que querem ver é título, ele é o rei.

[Editado por 7-12-2003 por Bernardo]

[Editado por 7-12-2003 por Bernardo]


ANIBALDANTAS - 8-12-03 em 02:58 AM

Citação:
Originalmente postado por Luciano
Anibal acho que isso n?o procede, tenho um amigo que é sócio/conselheiro do vasco e as vezes vou a S?o Januário, a verdade n?o aparece na mídia(veja o que a Mídia é capaz de fazer), o Eurico é muito querido pelos sócios, funcionários e diretores
Luciano, n?o é minha opini?o, foi tirada de um site, das palavras do Armando Nogueira, no debate.


SilverLord - 10-12-03 em 07:47 PM

TORCIDA ORGANIZADA, É AQUELA GALERA QUE VAI PRA TODO OS JOGOS, SEJAM ELES ONDE FOR, É AQUELA GALERA QUE VAI PROS JOGOS O TIME PERDENDO OU GANHANDO, GRITA E ANIMA O TIME PERDENDO DE 10 OU DE 1, TORCIDA ORGANIZADA É AQUELA GALERA QUE TORCE, QUE VIBRA, QUE NAO TORCE APENAS E NAO APENAS VAI AO JOGO QUANDO O TIME TÁ GANHANDO!!!!
PORTANTO, VIVA AS TORCIDAS ORGANIZADAS, ELAS S?O A FORÇA DAS TORCIDAS !!!!!E QUANTO AS INFORMAÇ?ES DO ARMANDO NOGUEIRA, ELE TÁ ALIENADO, TÁ LOUCO, RECEBER DINHEIRO DOS TIMES????? HAUHAUHAUAHUAHUAHUAUHA
MENTIIIIIIIRA!!!!!!!!


Mourinha - 11-12-03 em 01:18 AM

O Armando Nogueira falou da realidade que ele conhece. E lá torcida organizada é assim mesmo.
Aqui, com todos os problemas, é ainda bem diferente.
Creio que ainda dá para minimizar os problemas das organizadas aqui, desde que haja vontade política de faz?-lo.


Luciano - 11-12-03 em 01:46 AM

Citação:
Originalmente postado por SamSSBD
Luciano, esse elemento Eurico Miranda (censurado) n?o deveria nem estar entre pessoas de bem muito menos na presid?ncia de um Vasco da Gama. Esse rapaz deveria estar em BANGU 1...
Pra mim é indiferente só torço para o Fortaleza mesmo morando no Rio, agora os sócios/diretores do vasco pensam diferente de vc.


Mourinha - 11-12-03 em 01:55 AM

Citação:
Originalmente postado por Luciano
Citação:
Originalmente postado por SamSSBD
Luciano, esse elemento Eurico Miranda (censurado) n?o deveria nem estar entre pessoas de bem muito menos na presid?ncia de um Vasco da Gama. Esse rapaz deveria estar em BANGU 1...
Pra mim é indiferente só torço para o Fortaleza mesmo morando no Rio, agora os sócios/diretores do vasco pensam diferente de vc.


Aqueles com os quais vc conversou, né? Mas os números da última eleiç?o mostram que o Vasco é um clube dividido. Eurico já n?o reina tanto como antes...


DanielMarques - 11-12-03 em 11:22 AM

E existe Torcida Organizada ?

Eu conheço Torcidas Desorganizadas e Gangs Organizadas. Apenas isso.


guaramiranga - 5-8-11 em 01:05 PM

Um torcedor foi assassinado na madrugada desta sexta-feira (5) dentro da sede da torcida organizada Jovem Garra Tricolor, no Parque Santana, em Fortaleza.

Segundo testemunhas, dois suspeitos chegaram em uma moto e atiraram contra Francisco Daniel Leite Sousa, de 28 anos. Ele conseguiu desviar e se esconder na sede da torcida, mas os suspeitos o seguiram e dispararam oito vezes contra o torcedor, que morreu na hora.

A polícia suspeita que o crime tinha ligaç?o com o assassinato ocorrido no último dia 21 de julho, em que o estudante Anderson Amorim Lobo, 28, foi morto ao sair da sede da escola profissionalizante onde estudava no período noturno.
Em ambos os casos, os jovens tinham ligaç?o com torcidas organizadas.


guaramiranga - 1-12-11 em 04:12 PM

A quadrilha presa nesta quinta-feira (1?) suspeita de falsificar dinheiro em Fortaleza usava participantes de uma torcida organizada para espalhar moedas e cédulas entre a populaç?o do /Ceará, Rio Grande do Norte, Pará, Paraná e Pernambuco, de acordo com a Polícia Federal no /Ceará. Seis pessoas da quadrilha foram presas. O grupo era responsável pela fabricaç?o de 20% das notas falsas do país.

Segundo a Polícia Federal, a distribuiç?o do dinheiro via torcida organizada de time futebol foi a forma mais rápida que os suspeitos encontraram de espalhar no mercado as falsificaç?es. Os itens eram repassados por meio de troco no comércio da torcida organizada, como pagamento de mensalidade de sócio-torcedor e produtos do time.
A Polícia Federal n?o divulga a que time a torcida organizada pertencia.

A Polícia Federal apreendeu R$ 40 mil em cédulas de R$ 10, R$ 50 e R$ 100, e classifica a falsificaç?o como "excelente". "Somente uma pessoa muito atenta perceberia que n?o se trata de uma cédula original", diz a PF. As cédulas foram apreendidas na resid?ncia de uma mulher, e a PF investiga uma possível participaç?o dela na quadrilha.


Franzé - 1-12-11 em 09:36 PM

Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
A quadrilha presa nesta quinta-feira (1?) suspeita de falsificar dinheiro em Fortaleza usava participantes de uma torcida organizada para espalhar moedas e cédulas entre a populaç?o do /Ceará, Rio Grande do Norte, Pará, Paraná e Pernambuco, de acordo com a Polícia Federal no /Ceará. Seis pessoas da quadrilha foram presas. O grupo era responsável pela fabricaç?o de 20% das notas falsas do país.

Segundo a Polícia Federal, a distribuiç?o do dinheiro via torcida organizada de time futebol foi a forma mais rápida que os suspeitos encontraram de espalhar no mercado as falsificaç?es. Os itens eram repassados por meio de troco no comércio da torcida organizada, como pagamento de mensalidade de sócio-torcedor e produtos do time.
A Polícia Federal n?o divulga a que time a torcida organizada pertencia.

A Polícia Federal apreendeu R$ 40 mil em cédulas de R$ 10, R$ 50 e R$ 100, e classifica a falsificaç?o como "excelente". "Somente uma pessoa muito atenta perceberia que n?o se trata de uma cédula original", diz a PF. As cédulas foram apreendidas na resid?ncia de uma mulher, e a PF investiga uma possível participaç?o dela na quadrilha.


""Eles aproveitavam as viagens do clube para distribuir o dinheiro falso", disse Caron. As notas falsas chegaram a ser distribuídas em estados como Rio Grande do Norte, Pernambuco, Pará, Paraná e o próximo destino seria o estado da Bahia, segundo a PF." fonte:DN

Guará, o próximo destino seria a BAHIA e qual time local jogará seu negro destino na BAHIA nestes próximos dias.
kkkkkkkkkk! Só faltaram dizer o nome.....


guaramiranga - 4-6-12 em 04:27 PM

Após 10 meses de investigaç?es, a Polícia Civil prendeu Carleandro Oliveira da Silva, 29, vulgo 'Fof?o' na manh? da última sexta-feira (1?), em Fortaleza. Ele é presidente do Movimento Organizado Força Independente, a MOFI, torcida organizada que leva as cores alvinegras do /Ceará Sporting Club. Carleandro é apontado pela polícia como o autor intelectual de 10 assassinatos no bairro Vila Velha, todos ligados diretamente ao tráfico de drogas, de acordo com a polícia. Os que n?o foram mortos por estarem devendo a Carleandro, foram assassinados pela disputa de território.

Além de Carleandro, foi preso também Anderson Caetano Cavalcante, 19, vulgo 'Neguinho da Sucata', apontado como um dos matadores de aluguel de 'Fof?o'. Anderson confessou ter assassinado em agosto de 2010 Alisson da Silva Bessa, que era apontado como matador de aluguel de uma mulher identificada apenas como Luana, que segundo a polícia, é uma das chefes do tráfico de drogas naquele bairro. Com as mortes encomendadas por Carleandro, o bando de Luana chegou a ser praticamente extinto. A mulher é foragida da polícia, neste momento.

De acordo com a polícia, Carleandro possui uma microempresa de confecç?o, que produzia uniformes de torcidas organizadas. As investigaç?es levam a crer que a empresa servia para lavar o dinheiro oriundo do tráfico de drogas.


guaramiranga - 18-9-12 em 11:26 AM

Bombas de fabricaç?o caseira arremessadas para atingir semelhantes; agress?es nos arredores do estádio; furtos, desacatos ? autoridade; porte de drogas. Essa é a realidade do lado sujo que nada tem a ver com o belo espetáculo de futebol protagonizado pelo Fortaleza ao vencer o Paysandu por 3 a 1, domingo, no PV.

O lado execrável do futebol possibilitou que uma bomba de fabricaç?o caseira fosse jogada por um torcedor do Tricolor contra a torcida visitante, 40 minutos antes de a partida ter início. O artefato explodiu contra o vidro que circunda o campo de jogo, trincando a estrutura.

Antes dessa bomba, um carro de TV foi danificado por desordeiros na entrada do estádio e um cinegrafista foi assaltado na Rua Costa e Sousa, ? luz do dia.

No intervalo, outra bomba de igual teor explosivo foi lançada para dentro do campo, mas ninguém foi atingido.

Prejuízos

Os atos de vandalismo passaram impunes, pois seus autores n?o foram identificados, mas deixaram grandes prejuízos.


guaramiranga - 18-9-12 em 11:26 AM

A lâmina de vidro precisará ser substituída. Para completar, a administraç?o do estádio pediu ontem uma perícia da Polícia Civil, para se documentar e cobrar dos responsáveis os danos causados pelas bombas.

O administrador do estádio, César Bastos, fez ontem o levantamento de 93 cadeiras quebradas e repassou os dados obtidos para o titular da Secretaria de Esporte e Lazer do Município (Secel), Nildo Sobral.

E os prejuízos n?o ficaram somente por aí. Membros de torcidas uniformizadas danificaram uma câmera da arquibancada, para evitar que fossem filmados.

Nildo vai repassar a cobrança para as torcidas uniformizadas e para a diretoria do Fortaleza. "N?o quero falar em valores porque na outra vez que falei fui mal interpretado. Mas vou me reunir com o pessoal da torcida e com o Fortaleza, que ter?o de assumir", disse Nildo.

Aguardando

O advogado do Fortaleza, Daniel de Paula Pessoa, disse que se ficar comprovado que foi a torcida do Fortaleza que arremessou a bomba, o clube pagará a lâmina de vidro, mas disse que as cadeiras quebradas devem fazer parte de um termo de ajuste de conduta entre a administraç?o do PV e as uniformizadas.


"Nós acompanhamos a identificaç?o do torcedor que jogou o chinelo para dentro do campo e fazemos agora um apelo: estamos prestes a disputar o mata-mata da Série C e poderemos ser prejudicados por atitudes como essa", alertou.


eudesb - 18-9-12 em 08:51 PM

Por n?o ter visto este tópico, abri outro sobre o mesmo assunto. Transcrevo aqui o que postei lá e peço ao administrador que cancele o tópico que abri.

Caros, o assunto das supostas torcidas organizadas, na verdade, bandos fascistas que se utilizam da paix?o futebolística, é sério de mais para ser tratado como rivalidade entre Fortaleza X Siará.
Também n?o é verdade que só há alegria e entusiasmo se as tais organizadas estiveram presentes. A maior parte do tempo de exist?ncia do futebol no Brasil n?o contou com estes grupos vândalos.
A crônica, em especial os que se embandeiram de defensores do torcedor é também responsável por esta situaç?o em que o torcedor comum e ordeiro fica refém das quadrilhas organizadas. Também s?o responsáveis, inclusive mais do que a imprensa, as direç?es dos clubes que d?o guarida e até acolhem estes indivíduos nas instalaç?es de Fortaleza e Siará, inclusive quando eles lá v?o para agredir os profissionais que est?o trabalhando, sem falar na distribuiç?o de ingressos e na concess?o de uso, sem retorno para os clubes, de suas marcas registradas.

Portanto, o assunto neste tópico n?o é a rivalidade entre os dois grandes da capital, mas esta situaç?o que nos atinge a todos e que está fora de controle.

O link a seguir é por si só esclarecedor. S?o imagens chocantes:

http://blogs.diariodonordeste.com.br/timedefora/

Depois de ver isso, parei com estádio. Já no jogo contra o Luverdense, como sempre fazemos, eu e meu filho de 13 anos fomos comer um pratinho na praça da Gentilândia, quando fomos surpreendidos pela massa da TUF literalmente destruindo tudo que encontrava pela frente. Aterrorizante. Mas n?o é tudo, a PM montada surgiu logo a seguir, pouco ligando se atropelava ou n?o inocentes e transeuntes eventuais, com seu tropel, em perseguiç?o ao grupo de vândalos, mostrando, por sua vez o despreparo da PM ao lidar com multid?es.

N?o, é duro dizer, mas parei com estádio. Viver é melhor!

Voltando ao link, ele leva a dois vídeos: um mostra a saída da TUF do PV, numa circunstância em que o desastre está claramente desenhado. O outro mostra a “torcida” do Paysandu (a Cearamor travestida, claramente) rechaçando um esquadr?o da TUF.

Aqui n?o tem inocentes. O fim das TOs ou, pelo menos, a proibiç?o de seu acesso aos estádios é a única soluç?o.

[Editado em 18-9-12 por eudesb]


eudesb - 18-9-12 em 10:25 PM

Mais um vídeo para ilustrar – tristemente – a discuss?o. Trata-se da entrevista de uma colega de trabalho que apenas almoçava num restaurante próximo do PV em dia de jogo e foi atingida por um tijolo numa briga de torcidas. A professora teve de interromper a confecç?o de sua tese de doutorado para se submeter a penoso tratamento de saúde.

http://www.youtube.com/watch?v=RE4AI_RX8kk&feature=player_embedded


guaramiranga - 21-9-12 em 03:06 PM

A Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF) está suspensa de participar dos jogos em estádios de território nacional por 90 dias e a Jovem Garra Tricolor (JGT) em duas partidas . A medida preventiva acata recomendaç?o do Ministério Público do Estado do kanal e foi publicada pela Federaç?o Cearense de Futebol (FCF), na manh? desta sexta-feira (21).

A puniç?o foi baseada em relatórios elaborados pela Polícia Militar em relaç?o aos jogos disputados contra o Santa Cruz, no último dia 12 de agosto, e na partida contra o Paysandu, que ocorreu no último domingo (16).

Segundo a resoluç?o divulgada, a proibiç?o é referente a qualquer torcedor vinculado as Torcidas TUF e JGT que entre no estádio com apetrechos como camisas, blusas bonés, calç?es, faixas bandeiras e qualquer forma de representaç?o da torcida organizada. Também foi proibido o uso de qualquer instrumento musical.

O Fortaleza Esporte Clube será notificado pela FCF para que n?o forneça cortesias ?s torcidas penalizadas durante o período da suspens?o. Ainda de acordo com o documento, a aplicaç?o da medida tem o intuito de prevenir novos episódios de viol?ncia envolvendo as torcidas organizadas e interromper “um ciclo de revides e de vingança entre seus integrantes”.

Confira a resoluç?o na íntegra por meio do link.

http://www.futebolcearense.com.br/2010/downloads/arquivos/arquivo_2181.pdf

------
Fonte : Time de Fora


guaramiranga - 21-9-12 em 03:32 PM

Concordo que a situaç?o está quase fora de controle mas resolvem matar o LE?O para matar alguns INSETOS que o contaminam por alguns instantes.

Já n?o se pode tomar uma cerveja ou um chope pois muitos queriam tomar uma grade completa.

Agora colocaram que n?o pode utilizar qualquer símbolo que represente ou possa identificar a TUF ou a JGT.
E ainda.

Fica também proibido o uso de qualquer instumento musical.


Já estou pensando naqueles torcedores que adotam o belo Hino do Tricolor como toque de seus telefones celulares.

Se tocarem na hora do jogo poder?o ser considerados instrumentos musicais?

Querem transformar em ato de coragem a ida aos estádios.

Principalmente para quem teve a felicidade de presenciar a Charanga do Gumercindo fazendo festa no PV.


webmaster - 21-9-12 em 06:43 PM

Agora o PV num vai mais caber a torcida do FEC pq a maioria ficava em casa com medo desses "marginais".... sem querer generalizar mas infelizmente dentro dessas torcidas tem muitos integrantes que s?o apenas bandidos e n?o torcedores. E isso n?o é exclusivo deles... as do Kanal Sporting tb tem!


Julio - 21-9-12 em 09:54 PM

O dirigente do Fortaleza, Fábio Mota, foi contra a determinaç?o da Federaç?o Cearense de Futebol (FCF) que proíbe integrantes, associados e simpatizantes de duas torcidas organizadas do Fortaleza de frequentar estádios de futebol com objetos identicadores das facç?es.

A recomendaç?o, que partiu do Ministério Público Estadual (MPE) e foi acatada pela Federaç?o Cearense de Futebol nesta sexta-feira (21), pune a Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF) por tr?s meses e a Torcida Jovem Garra Tricolor (JGT) pelos próximos dois jogos do tricolor no PV.

Em entrevista ao Portal de Esportes O POVO nesta sexta-feira (21), o dirigente disse que a puniç?o foi equivocada e apontou culpados a decis?o: “A puniç?o foi errada, pois ela n?o vai trazer a paz. O principal culpado foi o major George Benício, que mostrou sua total incapacidade. "O Fortaleza já solicitou que a torcida visitante aliada do nosso rival, como já havia sido a do CRB e agora a do Paysandu, ficasse do lado oposto ?s organizadas do Fortaleza. O major fez ouvido de mercador", disse.

Fábio Mota disse ainda que nem todos os culpados foram punidos: “O que deveria ser feito é ter punido todos os culpados. A TUF, a Cearamor que visivelmente fez campanha nas redes sociais, e o major Benicio que n?o controlou a viol?ncia".
Leia também: Duas torcidas organizadas do Fortaleza s?o punidas; TUF pega tr?s meses de suspens?o.


Declaraç?o de Fábio Mota ao Jornal o povo.


Anaximandro - 22-9-12 em 09:00 PM

Já tava passando da hora de proibir esse tipo de gente ir aos estádios. Muita gente de bem evita ir ao estádio por conta de muitos marginais infiltrados nessa torcida dita organizada.


eudesb - 23-9-12 em 01:14 PM

Declaraç?o de Fábio Mota é totalmente equivocada...claro que há provocaç?o da torcida rival travestida de torcedores de times visitantes. Mas o perícia mostrou que o artefato que explodiu saiu da TUF. Por outro lado, quem vai ao jogo regularmente como eu n?o v? nenhuma novidade nisso...entrar e sair do PV é um ato de alto risco.

Caro Guará, n?o s?o insetos perdidos no meio de uma massa do bem. Infelizmente!

N?o s?o marginais infiltrados na TUF e na JGT. Elas mesmas s?o quadrilhas organizadas e violentas que infiltram a normalmente pacífica torcida tricolor.

Só n?o se pode fazer vistas grossas para a quadrilha organizada do time rival!


eudesb - 23-9-12 em 01:26 PM

Uma provid?ncia imediata da diretoria seria suspender qualquer vínculo com as TOs. Parar de dar ingresso pra eles, cobrar pelo uso da marca nos produtos que vendem, nunca mais permitir que os brutamontes da TUF intimidem jogadores e treinadores no Pici!


pauloroberto - 23-9-12 em 03:26 PM

Citação:
Mensagem original enviada por eudesb
Uma provid?ncia imediata da diretoria seria suspender qualquer vínculo com as TOs. Parar de dar ingresso pra eles, cobrar pelo uso da marca nos produtos que vendem, nunca mais permitir que os brutamontes da TUF intimidem jogadores e treinadores no Pici!


Concordo.
Mas tenho medo é que as gangues travestidas de TO, se espalhem e a violencia nos estádios aumente.


BenitoJr - 24-9-12 em 07:48 PM

Nada contra a TUF e JGT, o problema todo está na torcida adversária, me refiro ao jogo passado onde vários torcedores do kanalgay estavam na torcida do time do Para.


guaramiranga - 5-10-12 em 08:16 PM

A movimentaç?o para o jogo contra o Cuiabá está muito fraca.

Tudo bem que a eleiç?o será no domingo, alguns viajam, mas o público n?o pode ser inferior ao do jogo contra o Paysandu.

Jogamos fora contra Salgueiro e Treze, trouxemos 4 pontos e precisamos prestigiar e incentivar.

Lembrem-se de que precisamos pagar os jogadores e nosso último jogo aqui no PV foi há mais de 20 dias, quase um m?s sem renda.


Vamos ver como será um jogo sem a TUF e JGT, que est?o proibidas de comparecer.


NonatodeManaus - 5-10-12 em 08:43 PM

Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
A movimentaç?o para o jogo contra o Cuiabá está muito fraca.

Tudo bem que a eleiç?o será no domingo, alguns viajam, mas o público n?o pode ser inferior ao do jogo contra o Paysandu.

Jogamos fora contra Salgueiro e Treze, trouxemos 4 pontos e precisamos prestigiar e incentivar.

Lembrem-se de que precisamos pagar os jogadores e nosso último jogo aqui no PV foi há mais de 20 dias, quase um m?s sem renda.


Vamos ver como será um jogo sem a TUF e JGT, que est?o proibidas de comparecer.


Que a TUF e JGT lembrem de que as torcidas uniformizadas s?o formadas por torcedores, e até onde sei torcem pelo Fortaleza e n?o pelas respectivas torcidas. A torcida está proibida de ir ao estádio, os torcedores n?o, portanto vistam a camisa do Fortaleza e todos ao estádio amanh?.


guaramiranga - 8-10-12 em 11:54 AM

Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
A movimentaç?o para o jogo contra o Cuiabá está muito fraca.

Tudo bem que a eleiç?o será no domingo, alguns viajam, mas o público n?o pode ser inferior ao do jogo contra o Paysandu.

Jogamos fora contra Salgueiro e Treze, trouxemos 4 pontos e precisamos prestigiar e incentivar.

Lembrem-se de que precisamos pagar os jogadores e nosso último jogo aqui no PV foi há mais de 20 dias, quase um m?s sem renda.


Vamos ver como será um jogo sem a TUF e JGT, que est?o proibidas de comparecer.

Citação:
Mensagem original enviada por AlessandroFontenele
Perguntar n?o ofende: quem paga a folha de salários do K-analzinho?
O goleiro e gerente o Bradesco FH ganha 90 mil, Mosta, 90, Magno Aids alegados 70, PC Fur?o aleagados 120, com a comiss?o toda chegando também a alegados 200. Apodísio, Juca, Robert, Jo?o Marcos, Robston, Itamar n?o s?o jogadores baratos...quem paga isso?
Renda eles n?o t?m, pois o público do K-analzinho é fraquim; patrocínio da Série B num é essas coisas...
Enfim, esse é um mistério que jamais será desvendado...
Abs, Alex


Poucos foram ao estádio.
Já estávamos classificados.

Mas,
aproveitei a mensagem do Alessandro

Como vamos pagar esses jogadores?
Até novembro só vamos ter um jogo no PV, contra o Icasa.

Depois no mata-mata teremos o primeiro jogo fora de casa.
Ou seja, renda só no dia 11/11, quando todos ir?o ao PV ou ficar?o do lado de fora no restaurante Caicó, Chaguinha e outros.


guaramiranga - 22-10-12 em 05:06 PM

Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
A movimentaç?o para o jogo contra o Cuiabá está muito fraca.

Tudo bem que a eleiç?o será no domingo, alguns viajam, mas o público n?o pode ser inferior ao do jogo contra o Paysandu.

Jogamos fora contra Salgueiro e Treze, trouxemos 4 pontos e precisamos prestigiar e incentivar.

Lembrem-se de que precisamos pagar os jogadores e nosso último jogo aqui no PV foi há mais de 20 dias, quase um m?s sem renda.


Vamos ver como será um jogo sem a TUF e JGT, que est?o proibidas de comparecer.

Citação:
Mensagem original enviada por AlessandroFontenele
Perguntar n?o ofende: quem paga a folha de salários do K-analzinho?
O goleiro e gerente o Bradesco FH ganha 90 mil, Mosta, 90, Magno Aids alegados 70, PC Fur?o aleagados 120, com a comiss?o toda chegando também a alegados 200. Apodísio, Juca, Robert, Jo?o Marcos, Robston, Itamar n?o s?o jogadores baratos...quem paga isso?
Renda eles n?o t?m, pois o público do K-analzinho é fraquim; patrocínio da Série B num é essas coisas...
Enfim, esse é um mistério que jamais será desvendado...
Abs, Alex


Poucos foram ao estádio.
Já estávamos classificados.

Mas,
aproveitei a mensagem do Alessandro

Como vamos pagar esses jogadores?
Até novembro só vamos ter um jogo no PV, contra o Icasa.

Depois no mata-mata teremos o primeiro jogo fora de casa.
Ou seja, renda só no dia 11/11, quando todos ir?o ao PV ou ficar?o do lado de fora no restaurante Caicó, Chaguinha e outros.

De novo.

Como vamos pagar esse pessoal?

Renda: R$131.095,00 (8.360 pagantes)

Isso é público de time líder, que no jogo anterior venceu o Santa Cruz em pleno Arruda?

Vamos jogar a última partida fora de casa e depois a primeira do mata-mata também fora de casa.
Só vamos ter renda no dia 11/11/12, jogo de volta do mata-mata.


guaramiranga - 8-11-12 em 01:55 PM

A Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF) está suspensa de participar dos jogos em estádios de território nacional por 90 dias e a Jovem Garra Tricolor (JGT) em duas partidas . A medida preventiva acata recomendaç?o do Ministério Público do Estado e foi publicada pela Federaç?o Cearense de Futebol (FCF), na manh? de 21/09/12.

A TUF ainda n?o cumpriu a pena.
Mas a JGT pode comparecer.

Eles ficaram de fora nas partidas contra o Cuiabá e Icasa.


pauloroberto - 8-11-12 em 03:20 PM

Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
A Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF) está suspensa de participar dos jogos em estádios de território nacional por 90 dias e a Jovem Garra Tricolor (JGT) em duas partidas . A medida preventiva acata recomendaç?o do Ministério Público do Estado e foi publicada pela Federaç?o Cearense de Futebol (FCF), na manh? de 21/09/12.

A TUF ainda n?o cumpriu a pena.
Mas a JGT pode comparecer.

Eles ficaram de fora nas partidas contra o Cuiabá e Icasa.


se dependesse de mim, continuaria suspensa!


LinoFortaleza - 8-11-12 em 08:22 PM

Minha preocupaç?o é como o Fortaleza, minha ocupaç?o é o Fortaleza... karniça pode se lasar todinha de verde amarelo. Prá mim eu to ligado no Le?o. Quanto a torcida organizada, fazem um show a parte, com certeza aumenta em muito o show das arquibancadas e também influenciam com o seu comparecimento a todos os jogos, isso motiva ao torcedor individual a também ir e apoiar o clube, infelizmente tem os excessos, isso é uma pena. Com relaç?o a compra de ingressos e se associar ao time, tem uns gaiatos que só agora apareceram?! quanta coincidencia...

ACABA COM ELES LE?O!


pauloroberto - 8-11-12 em 08:49 PM

Citação:
Mensagem original enviada por LinoFortaleza
Minha preocupaç?o é como o Fortaleza, minha ocupaç?o é o Fortaleza... karniça pode se lasar todinha de verde amarelo. Prá mim eu to ligado no Le?o. Quanto a torcida organizada, fazem um show a parte, com certeza aumenta em muito o show das arquibancadas e também influenciam com o seu comparecimento a todos os jogos, isso motiva ao torcedor individual a também ir e apoiar o clube, infelizmente tem os excessos, isso é uma pena. Com relaç?o a compra de ingressos e se associar ao time, tem uns gaiatos que só agora apareceram?! quanta coincidencia...

ACABA COM ELES LE?O!


Lino,
N?o me interessa ir ao estádio, legar esposa, filha e afilhado de 10 anos, para passar constrangimento por vagabundo de torcida organizada. Alem de que, grande parte nem paga ingresso.

É natural que torcedores apareçam agora. Alguns ficaram, outros sumiram de novo. E dos aparecem agora, se n?o forem obrigados a fumar maconha involutariamente, serem empurrados e desrespeitados, roubados, podem sugir mais torcedores fieis.

A festa da torcida organizada é um espetáculo ? parte, sem dúvida, mas está com preço muito alto.


guaramiranga - 19-11-12 em 03:42 PM

Na hora de tentar explicar o rebaixamento do Palmeiras, no domingo, os jogadores da equipe paulista falaram várias vezes em azar. Em várias partidas decisivas, lembraram eles, o time até ia bem, encarava o adversário de igual para igual e ficava próximo da vitória, mas acabava falhando em lances individuais, tanto na defesa como no ataque. As defici?ncias técnicas do próprio time ajudam a explicar isso, evidentemente. Mas é certo também que boa parte do problema era a situaç?o de extrema press?o a que os atletas foram submetidos, principalmente em funç?o da trucul?ncia dos integrantes das torcidas organizadas do clube. N?o é exagero dizer que os vândalos que depredaram o clube, fizeram ameaças e passaram do limite em suas cobranças s?o, também, responsáveis pelo rebaixamento - até porque a perda de mandos de campo na reta final do campeonato, causada justamente por eles, foi um fator decisivo para a queda. Ao invés de jogar no Pacaembu, o time teve de rodar pelo interior de S?o Paulo, decidindo seu futuro longe de casa - e, portanto, ainda mais fragilizado e sem confiança.

A viol?ncia de parte da torcida sempre esteve entre as principais preocupaç?es de jogadores, comiss?o técnica e dirigentes do clube. Nem mesmo a conquista da Copa do Brasil, em meados deste ano – o primeiro título relevante da equipe alviverde em mais de uma década –, aplacou as frustraç?es de muitos torcedores. Diante do iminente rebaixamento para a série B do Campeonato Brasileiro, o clima de tens?o no Parque Antártica se intensificou nas últimas semanas. Dos xingamentos, os torcedores passaram ?s ameaças - e, depois, ?s pichaç?es e depredaç?es. Durante semanas a fio, os jogadores incumbidos de salvar o clube de uma situaç?o delicadíssima viveram um drama. Eles n?o só precisavam render mais do que eram capazes - para se livrar, o Palmeiras precisaria de aproveitamento de pontos digno de equipe campe? - como também lidar com o clima insuportável criado pelas organizadas.

Acuados e temendo pelo pior, os jogadores tiveram uma postura elogiável: encararam a press?o e jogaram com muito empenho e raça, inclusive os muito jovens, que mal tinham estreado pela equipe principal. Ainda assim, é inegável que, por culpa dos torcedores mais radicais, os atletas n?o tiveram a calma e a concentraç?o necessárias para render o máximo em campo. Perder uma oportunidade clara de gol ou vacilar feio na zaga s?o coisas que acontecem com qualquer jogador - vide o p?nalti bisonho cobrado por Neymar no último jogo da seleç?o brasileira. Quando o atleta teme até pela segurança de sua família, a probabilidade de isso ocorrer se multiplica. Na opini?o de Suzy Fleury, psicóloga especializada em trabalhar a parte emocional de jogadores, a hostilidade vinda das arquibancadas ultrapassou a barreira da press?o psicológica e avançou contra a integridade física dos atletas.

"A viol?ncia dos torcedores extrapolou os limites legais e se tornou caso de polícia, coisa de bandidagem", afirma a especialista, que já trabalhou na seleç?o brasileira e no próprio Palmeiras.


guaramiranga - 18-2-13 em 02:47 PM

A Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF) comemorou nesse domingo 22 anos de exist?ncia, e o presente n?o poderia ter sido melhor, uma vitória de virada em pleno Colosso do Arruda, sobre o Santa Cruz, resultado que classificou o Le?o para as semifinais da Copa do Nordeste.

Parabéns a todos os componentes da TUF, e que ela continue incentivando e colaborando com o Le?o, levando-o a novas conquistas, e fazendo o que essa torcida mais sabe fazer, que é a linda festa que estamos acostumados a ver nas arquibancadas, seja do PV, do Castel?o, ou de outras praças pelo Brasil afora.

FELIZ ANIVERSÁRIO!


guaramiranga - 19-4-13 em 11:05 AM

Enquanto se avança no sentindo de coibir a viol?ncia e os atos de vandalismo em dias de jogos de futebol, outras medidas rumam no sentido contrário.
Ontem, a Federaç?o Cearense de Futebol (FCF) revogou a resoluç?o da FCF 003/2013, que punia as torcidas organizadas Cearamor e Jovem Garra Tricolor (JGT).

O presidente Mauro Carmélio usou do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre o Ministério Público (MP-CE), FCF e torcida organizadas. O documento informa que o parágrafo primeiro, item b do Termo de Ajustamento de Conduta, prev? ampla defesa das torcidas organizadas anteriormente a qualquer resoluç?o da FCF.


guaramiranga - 22-8-13 em 06:10 PM

http://s1.trrsf.com/blogs/315/files/image/tfi_parana.jpg
Em uma aç?o inédita no Brasil, a principal torcida organizada do Paraná, a Fúria Independente, terá seu logo e lema estampados na camisa do clube nas duas próximas partidas na Série B. O clube terá a camiseta com o nome “TFI” e o slogan “a luta n?o para” nas partidas contra Sport (24/08) e Guaratinguetá (31/08).

“Entendemos o momento como muito propício para esta quebra de paradigmas, pois esta parceria sintetiza a uni?o ora fortalecida entre torcida, diretoria, sócios, conselheiros, funcionários, comiss?o técnica e atletas, num esforço ímpar para o fortalecimento do Paraná Clube”, afirma o clube no seu site oficial.

Nem clube nem torcida divulgaram os valores da aç?o. A torcida diz que o patrocínio é apenas a primeira parte de um projeto. “No jogo contra o Guaratinguetá-SP terá inicio a segunda fase do projeto, com o lançamento da campanha de arrecadaç?o que tem como objetivo doar para o Paraná Clube, no final do ano, um cheque no valor de R$100 mil”, afirma a Fúria Independente na sua página no Facebook.


LinoFortaleza - 28-8-13 em 12:43 AM

Identificados dois dos CUrintianos envolvidos na briga no Mané Garrincha. Um deles estave preso no caso da Bolívia e o outro é um vereador no estado PAUlista. Isso mostra que essas organizadas tem feito mais mal ao espetáculo que bem. Só tem um remédio para esses marginais, CADEIA no rabo deles.


guaramiranga - 5-9-13 em 11:50 AM

Corinthians e o Vasco foram punidos pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), ontem, pela briga envolvendo torcedores dos dois clubes no estádio Mané Garrincha, em Brasília, no último dia 25, pelo Campeonato Brasileiro.

Ambos os clubes perderam o mando de quatro partidas, sendo duas com os port?es fechados e as outras duas com a venda de ingressos apenas para a torcida adversária. O clube carioca ainda foi multado em R$ 50 mil, enquanto o paulista vai ter de desembolsar R$ 80 mil.

Na semana passada, o Corinthians emitiu uma nota lamentando a briga dos torcedores em Brasília e afirmou ser favorável ? apuraç?o completa dos fatos.

Dois dias após a confus?o, o Ministério Público se pronunciou e disse que vai pedir a dissoluç?o da Gavi?es da Fiel.


guaramiranga - 19-9-13 em 05:47 PM

As torcidas organizados do kanal e Fortaleza t?m um prazo de até 30 dias para apresentar ao Ministério Público uma proposta de conciliaç?o. Depois de apresentada, o MP tem ainda mais 30 dias para analisar. O processo pode ser adiado em 60 dias. Caso n?o apresentem essas propostas, a possível extinç?o das organizaç?es irá a julgamento.

De acordo com o Procurador de Justiça do MPE e Coordenador do Núcleo de Defesa do Torcedor (NUDETOR), José Wilson Sales, n?o houve acordo entre as partes e as 3 organizadas continuam suspensas.

Os presidentes das torcidas compareceram a audi?ncia de conciliaç?o na 13? Vara Cível, no Fórum Clóvis Beviláqua, desta terça-feira (17), que poderia ter determinado a extinç?o da Cearamor, Jovem Garra Tricolor (JGT) e Le?es da Tuf, que est?o suspensas desde abril, quando foi deferido parcialmente o pedido de medida cautelar e determinou a suspens?o imediata das atividades das torcidas, além de ter proibido o ingresso nos estádios de futebol de pessoas que estejam portando objetos identificadores dessas associaç?es.

O Ministério Público alega que as torcidas organizadas estariam sendo usadas para promover práticas ilícitas. Já as associaç?es argumentam que o processo dever ser julgado improcedente, por n?o poderem ser responsabilizadas pelos atos de viol?ncia praticados nos estádios.


guaramiranga - 8-1-15 em 12:53 PM

1? Seminário de Torcidas Organizadas do Fortaleza Esporte Clube acontecerá na manh? deste sábado, na Arena Castel?o. (Arte: Maciel Júnior)
http://fortalezaec.net/Arquivos/Fotos/514x386/201501071723-seminario-torcidas-interna.jpg

Com um novo ano começando e quatro competiç?es pela frente, a diretoria do Fortaleza, que tem a frente o presidente Jorge Mota, vem tentando aproximar ainda mais a torcida tricolor do clube. Para estreitar essa relaç?o, acontecerá, neste sábado (10), ?s 09h, o 1? Seminário de Torcidas Organizadas do Fortaleza Esporte Clube.

O evento, que será realizado no auditório da Arena Castel?o, tem como objetivo principal buscar junto aos torcedores organizados uma ajuste de conduta e pacificaç?o com as TO's. Além da exposiç?o de idéias para preservar ainda mais a imagem do clube, que engloba as torcidas organizadas como um todo.

O seminário será aberto ao público, com prioridade para os membros das T.O's. O auditório tem capacidade para 150 pessoas e o cadastro será feito no momento do evento, coordenado pelo diretor de marketing do clube, Bruno Bayma.

O Fortaleza tem ci?ncia de que o torcedor em geral, seja ele sócio, n?o sócio ou integrante de torcidas organizadas, é o maior patrimônio do Le?o, e por isso a diretoria está buscando esta valorizaç?o para/com o torcedor para tornar o Tricolor do Pici um "Fortaleza de Todos", principal proposta da nova gest?o eleita justamente pela massa leonina.



ASSESSORIA DE IMPRENSA DO FEC:
Jornalistas: Nodge Nogueira/Raíssa Feijó


guaramiranga - 4-6-15 em 12:16 PM

Um m?s após os incidentes ocorridos na decis?o do Campeonato Cearense, o clube tricolor comunica que está criando um setor no seu departamento jurídico que será responsável para fazer a prevenç?o de conflitos nas torcidas uniformizadas.

O Fortaleza está criando uma comiss?o para tratar do assunto, da qual fazem parte o próprio presidente do clube, advogado Jorge Mota, o seu vice, ?nio Mour?o, o chefe do departamento jurídico, Daniel de Paula Pessoa e o jovem advogado Luís Eduardo de Salles Temóteo, de apenas 22 anos, mas já com largo estudo jurídico dentro da área.

A ideia de formar essa comiss?o de prevenç?o de conflitos veio da realidade de viol?ncia do futebol atual. Os dirigentes aproveitaram o mote do trabalho de conclus?o do curso de Direito de Eduardo Salles na UFC.

O Estudo comparou, guardadas as diferenças sócio-culturais, a realidade da estrutura do futebol ingl?s, nos anos 1970/1980 até os anos mais atuais no Brasil, com o advento do Estatuto do Torcedor. A Inglaterra enfrentou durante cerca de 15 anos, o fenômeno da viol?ncia dos Hooligans e a situaç?o ficou semelhante ao que se vive no futebol brasileiro, conforme análise de Eduardo Salles.

Sugest?es

O trabalho é amplo, mas Eduardo Sales apontou sugest?es para se prevenir os conflitos. Eis alguns: Endurecer a legislaç?o que trata dos problemas de torcidas nos estádios. Em conversa com alguns promotores, Eduardo concluiu que a legislaç?o brasileira é branda com relaç?o aos crimes no futebol, quando deveria prescrever até pris?o; abranger como conflitos de futebol todos aqueles que acontecerem no trajeto para o estádio, n?o apenas nos seus arredores,proporcionar maior diálogo e com maior assiduidade entre os entes envolvidos nas partidas, inclusive diálogo com os líderes de torcida; cuidar de todo o contexto que envolve a partida, como transporte, escoamento das torcidas, trânsito e infraestrutura.

Ivan Bezerra
Repórter


guaramiranga - 18-9-15 em 04:06 PM

Na entrevista após o empate contra a Chapecoense, Osorio criticou até os torcedores do clube. Durante a partida, os mais de 16 mil presentes no Morumbi vaiaram a atuaç?o da equipe e no fim xingaram parte da diretoria do clube.

"Tem equipes pelo mundo que a torcida contagia o time, como acontece no Borussia [Dortmund], Bayern e na Inglaterra. Na América do Sul, é o inverso. O time tem que contagiar a torcida. Isso joga contra o rendimento do time. Um verdadeiro torcedor aplaude e torce por sua equipe do começo ao fim, e depois critica. Aqui [no S?o Paulo] sofremos muito mais com isso", esbravejou.


guaramiranga - 26-9-15 em 11:00 AM

Nesta semana, a Confraria Tricolor deu sequ?ncia ao trabalho de colaboraç?o para a estruturaç?o e modernizaç?o do Fortaleza Esporte Clube junto ? Diretoria Executiva com a entrega de doaç?o e conclus?o de mais uma aç?o.

Os gestores do grupo, Jonas Carlos Gir?o, Ivan Mota Júnior e André Pimentel, foram ao estádio Alcides Santos na última quarta-feira e realizaram a entrega de dez frequencímetros para o Departamento de Futebol Profissional, que foram recebidos pelo presidente Jorge Mota, pelo diretor administrativo Gigliani Maia e pelo diretor de Esportes Amadores e Olímpicos Fernando Mota. Em fevereiro deste ano, a Confraria já havia doado dez GPS ao clube.

Os aparelhos s?o utilizados em jogos e treinos, com cada atleta trabalhando com um equipamento junto ao corpo. Ao final das atividades, o departamento físico e de fisiologia faz as avaliaç?es baseado nas informaç?es colhidas no equipamento, com os indicativos de desgaste específico dos jogadores, inclusive os quilômetros percorridos por cada atleta em jogos e treinos.

Em janeiro, a Confraria Tricolor equipou todo o refeitório, inclusive com fardamentos para os profissionais que trabalham na cozinha. Em fevereiro, o grupo doou para o clube uma mesa de sinuca, uma mesa de baralho, um jogo de pebolim (totó) e uma televis?o de 40'', além de mais uma televis?o para compor o vestiário do Tricolor, no Pici. Já em julho, entregou dois notebooks para equipar a Sala de Imprensa Carlos Rolim Filho.

A Confraria também viabilizou a pintura das depend?ncias do clube e das arquibancadas do Pici. O grupo também está em fase de captaç?o de recursos para promover a reforma da fachada da sede do Le?o.