Logo do Fórum

Quem é o diretor de futebol do FEC?
Shester - 10-5-05 em 09:33 AM

Alguém sabe me dizer quem é o diretor de futebol do nosso clube?


MarceloCosta - 10-5-05 em 09:37 AM

Deve ser o Ribamar Bezerra, como também o presidente, acessor de imprensa, técnico nas horas vagas.

Quem tá com medo de perder o emprego é a Toinha.


maia_neto - 10-5-05 em 10:53 AM

Só sei que o cara tem que fazer umas aulas de contrataç?o.


flaviofor - 10-5-05 em 11:29 AM

Citação:
Originalmente postado por MarceloCosta
Deve ser o Ribamar Bezerra, como também o presidente, acessor de imprensa, técnico nas horas vagas.

Quem tá com medo de perder o emprego é a Toinha.

lollollollollollollollollollollollollollollollollollollol


VALDERCI - 10-5-05 em 01:39 PM

Resposta facílima:
NINGUÉM. :(:(:(:(:(:(:(:(:(:(:(:(


Vitor.Rifane - 10-5-05 em 01:42 PM

Eu me candidato:D
Alguém por favor leve meu nome ao Ribamar...


EduardoPaixaoGuilherme - 10-5-05 em 01:46 PM

Citação:
Originalmente postado por MarceloCosta
Deve ser o Ribamar Bezerra, como também o presidente, acessor de imprensa, técnico nas horas vagas.

Quem tá com medo de perder o emprego é a Toinha.



uaehueahueahuehauehuahueahueuae!!!

lollollollollollollollollollollollollol


ESTEVAO - 10-5-05 em 03:30 PM

Citação:
Originalmente postado por MarceloCosta
Deve ser o Ribamar Bezerra, como também o presidente, acessor de imprensa, técnico nas horas vagas.

Quem tá com medo de perder o emprego é a Toinha.



E é bem capaz mesmo....


Nando - 10-5-05 em 03:36 PM

Quem é Toinha?


lopez03 - 10-5-05 em 03:41 PM

A Toinha é o faz-tudo no LE?O. É o nosso bom-bril. Acho que ela está lá desde o Presidente Alcides Santos.


webmaster - 10-5-05 em 03:43 PM

Oficialmente eh o mesmo vice-presidente (?!) do clube, Claudio Pessoa. Na pratica a verdade eh que num temos ninguem e o presidente eh quem faz mesmo esse servico

p.s.: desculpem a falta de acentos.


Nando - 10-5-05 em 03:47 PM

Citação:
Originalmente postado por lopez03
A Toinha é o faz-tudo no LE?O. É o nosso bom-bril. Acho que ela está lá desde o Presidente Alcides Santos.


Ah tá, agora entendi, hehee. Valeu Lopez!!


lopez03 - 10-5-05 em 03:59 PM

Se o ribamar é o diretor de futebol, assessor de imprensa, treinador, massagista, roupeiro, médico, treinador de goleiros, gandula, repórter, comentarista... QUEM É O PRESIDENTE?


ESTEVAO - 10-5-05 em 11:34 PM

Boa pergunta.....


EduardoF - 11-5-05 em 10:40 AM

Citação:
Originalmente postado por lopez03
Se o ribamar é o diretor de futebol, assessor de imprensa, treinador, massagista, roupeiro, médico, treinador de goleiros, gandula, repórter, comentarista... QUEM É O PRESIDENTE?

É aquela história: "Quem muito abarca, pouco aperta."


guaramiranga - 18-6-07 em 04:38 PM

Achei estranho uma reestruturaç?o n?o ser t?o discutida aqui.
Mas aí vai, tirado do Site oficial.

A Diretoria do Fortaleza anunciou, neste sábado, mudanças no Departamento de Futebol do clube, com o objetivo de reestruturar o setor. Deixam o clube o coordenador Paulo Bhering, contratado em abril, e o gerente Sérgio Papellin, que está no clube desde 2004.
O supervisor de futebol, Júlio César Manso, assume a ger?ncia de futebol do Fortaleza, enquanto Álvaro Augusto, das categorias de base, será o novo supervisor de futebol profissional.
A Diretoria Executiva, que acompanha todos os treinamentos, intensificará ainda mais as aç?es na participaç?o do dia-a-dia do futebol profissional, nas pessoas dos diretores Renan Vieira e Fernando Morais. O objetivo é dar maior suporte ao trabalho da comiss?o técnica e dos atletas.
Além do departamento de futebol, o clube reestruturá o setor de comunicaç?o com a contrataç?o de um novo assessor de imprensa.



Alguns alunos kanalenses me provocaram hoje vestindo aquelas camisas e perguntando se a confus?o havia acabado.


lopez03 - 18-6-07 em 05:01 PM

Já que ninguém sabe o porqu?, nem saberá, n?o deixa de ser uma economia e um reconhecimento ao trabalho do JulioCesarManso.


William - 18-6-07 em 06:17 PM

Na minha opini?o, deveriam ter posto era o Renan Vieira pra fora.


Mota - 19-6-07 em 08:06 AM

Nessas horas é que faz falta uma palavra do Estevao e do Julio Cesar Manso


guaramiranga - 20-4-12 em 11:29 AM

Em 2011

Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
O que está escrito:
Art. 7?
§ 2?-Entre os dezoito atletas relacionados para cada jogo, a Entidade de Prática deve incluir obrigatoriamente ao menos 06 (seis) atletas
nascidos até 1988.

A intenç?o do legislador:
§ 2?-Entre os dezoito atletas relacionados para cada jogo, a Entidade de Prática deve incluir obrigatoriamente ao menos 06 (seis) atletas
nascidos após 01/01/1988.

Mas como está escrito o texto qualquer aluno de Direito n?o deve perder esse caso pois os jogadores abaixo n?o nasceram após aquela data, isto é, nasceram até 1988.


N?o vamos perder pontos, mas o vacilo foi inaceitável.

Em 2012
Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
Tudo indica que a CBF garantiu a condiç?o por ter incluído o nome e até admitiu falha.

Ent?o nós cometemos um grave erro.

VACILO

A CBF admite que o contrato do atleta n?o poderia ultrapassar o período de 5 anos


Escapamos uma vez pois a redaç?o era confusa.
Para o segundo n?o há qualquer dúvida, pois o contrato deve ter prazo máximo de 5 anos, mas a CBF nos salvou.


Estou preocupado.

Estamos fazendo um esforço enorme para recuperar o time, tirar desse buraco, mas continuam cometendo erros absurdos.

De quem é a culpa?
Diretor de futebol?
Departamento jurídico?
Um dia a casa cai.


Thiago_Menezes - 20-4-12 em 12:36 PM

Segundo Jorge Mota, ele sempre informou que manteve o Jurandir Jr pois o mesmo conhecia só tudo sobre isso, contrataç?es, negociaç?es, renovaç?es, documentaç?o....ou seja, um dos papeis dele era pra deixar o time todo regular, mas pelo segundo ano consecutivo ele comete um erro de amador.


roberioximenes - 20-4-12 em 01:23 PM

Acredito que est?o fazendo cavalo de batalha, tempestade em copo d'água.

A mesma legislaç?o que diz que o primeiro contrato deverá ter de 2 a 5 anos também deixa brechas para que, AO FAZER NOVO CONTRATO, o time e jogador podem faz?-lo por até 2 anos. Um novo contrato pode ser feito várias vezes.

Além disso a mesma legislaç?o diz que: SE N?O HOUVER NOVO CONTRATO E MESMO ASSIM O JOGADOR CONTINUAR PARTICIPANDO DA EQUIPE MESMO QUE SOMENTE EM TREINOS O CONTRATO SE TORNARÁ POR TEMPO INDETERMINADO.

Procurem na Internet que há juristas explicando essa situaç?o, inclusive em casos de jogadores de outros estados e times.


Pelo que entendi n?o há irregularidade em novos contratos. Apenas o primeiro deve obedecer a esse parâmetro. Os posteriores podem ser de até 2 anos como podem se tornar por prazo indeterminados.

Vejam o que diz o site futebolInterior sobre o tema:

Campinas, SP, 27 (AFI) - Caros leitores, conforme combinado, hoje debateremos outro aspecto do contrato de trabalho do jogador de futebol, qual seja, sua duraç?o.

A duraç?o do contrato de trabalho

A duraç?o do Contrato de Trabalho do Jogador de Futebol terá de estar expresso ? época da assinatura do mesmo, devendo-se se ater aos dispostos nos arts. 28 e 30 da Lei Geral Sobre Desportos (9.615/98).

Tais dispositivos corroboram com a tese de que o contrato será formal, ou seja, escrito e por prazo determinado.

Conforme determina o art. 1? da Lei 6.354/76 e art. 28 da Lei 9.615/98 (Lei Pelé), é considerado empregado da associaç?o desportiva que se utiliza seus serviços mediante salário e subordinaç?o jurídica, o atleta que praticar o futebol, em caráter profissional. O empregador será sempre pessoa jurídica de direito privado (arts. 1e e 2? da Lei 6.354, de 1976, art. 28 da Lei 9.615, de 24 de março de 1998 e art. 30 de seu regulamento).

Ressalte-se, ainda, que antes da vig?ncia da Lei Pelé (durante a vig?ncia da Lei 6.354/76), o contrato de trabalho do atleta jogador de futebol era de, no mínimo, 3 meses e, no máximo, 2 anos (art. 3?). No entanto, com a vig?ncia da Lei Pelé (a partir de 2.003, com a redaç?o dada pela Lei 10.672 de 2.003), o prazo mínimo permaneceu enquanto o máximo passou para 5 anos (art. 29). O entendimento abaixo diz respeito exatamente ao raciocínio deste aspecto antes do ano de 2.003


“Note-se, entretanto, que a "Lei Pelé" n?o estabeleceu a duraç?o máxima do ajuste, a n?o ser em relaç?o ao primeiro contrato profissional do atleta com o clube que o formou. Assim, a entidade de prática desportiva formadora do atleta terá direito de assinar com este o primeiro contrato profissional, cujo prazo n?o poderá exceder de 2 anos (art. 29 da Lei 9.615/98). Este direito é indelegável e intransferível, como se infere do regulamento dessa lei. Com relaç?o aos contratos que se sucederem ou mesmo quando o primeiro ajuste profissional celebrar-se com outra entidade desportiva que n?o a formadora do atleta, a meu ver, a duraç?o máxima deverá ser igualmente de dois anos, aplicando-se subsidiariamente o prazo estabelecido no art. 445 da CLT.” (BARROS, Alice Monteiro de. O Atleta de futebol em face da Lei Pelé. p. 3. Informaç?es disponíveis no site www.amatra6.com.br/amatra6/revista/n9.htm)

Apesar da CLT vedar a assinatura de contrato com prazo determinado superior a 2 anos, para a prática desportiva a partir de Lei 9.981/00, este dispositivo n?o mais vigora. Até o ano de 2.000, o que prevalecia era a determinaç?o celetista.

Ou seja, o primeiro contrato de um atleta de futebol, maior de 16 anos, com seu clube formador, poderá ser, no máximo, de 5 anos. Para a renovaç?o deste, o clube formador terá prefer?ncia na renovaç?o, porém, esta n?o poderá exceder o prazo de 2 anos.


Outra diferença que podemos vislumbrar é em relaç?o ? prorrogaç?o e renovaç?o do contrato. A CLT determina em seus arts 451 e 452 que o contrato n?o pode ser prorrogado mais de uma vez e a sua renovaç?o está adstrita ao interregno de 6 (seis) meses entre as duas celebraç?es. Já o contrato de trabalho do jogador de futebol poderá ser prorrogado mais de uma vez e n?o fica adstrito ao prazo de 6 (seis) meses entre a extinç?o e a nova contrataç?o.

Pode-se dizer que a duraç?o do contrato de trabalho, diz respeito também ao tempo em que o atleta estiver convocado pela Seleç?o Brasileira em jogos amistosos ou oficiais, sendo considerado efetivo exercício, para todos os fins legais.

Portanto, verifica-se que a duraç?o do contrato de trabalho de jogador profissional de futebol tem como regra geral as determinaç?es contidas na CLT e suas especificidades contidas, de modo geral, na Lei Pelé e na Lei do Passe, com estipulaç?o do prazo de duraç?o do mesmo


Vejam o que diz esta outra análise da COJUR

CLT n?o se aplica aos contratos de jogadores de futebol
O contrato do jogador de futebol se dá por prazo determinado, mas, havendo prorrogaç?o, sem intervalo de tempo, existe a unicidade contratual para fins prescricionais. O entendimento é do desembargador convocado Sebasti?o Geraldo de Oliveira, da 8? Turma do Tribunal Superior do Trabalho, e foi aplicado durante julgamento de recurso levado pelo jogador de futebol Maurinho contra o clube Cruzeiro Esporte Clube, de Minas Gerais.

Com a decis?o, o atleta tem o direito de receber eventuais créditos salariais que, do contrário, estariam prescritos, nos termos do artigo 7?, inciso XXIX, Constituiç?o Federal. Segundo a norma, o trabalhador pode ajuizar aç?o com pedido de créditos salariais resultantes das relaç?es de trabalho pelo prazo de cinco anos, até o limite de dois anos após a extinç?o do contrato.

O primeiro contrato com o clube vigorou por dois anos e, o segundo, por mais dois. Por isso, o atleta pediu o reconhecimento da unicidade contratual e o afastamento da declaraç?o de prescriç?o de direitos relativos ao primeiro contrato, feita pelo Tribunal Regional do Trabalho da 3? Regi?o (Minas Gerais).

No TST, o entendimento majoritário foi favorável ao atleta. O relator entendeu haver unicidade contratual no caso. Segundo ele, o artigo 30 da Lei Pelé prev? que o contrato do atleta profissional de futebol terá prazo determinado com vig?ncia nunca inferior a tr?s meses nem superior a cinco anos. Ou seja, n?o é aplicável o artigo 445 da Consolidaç?o das Leis do Trabalho, que limita o contrato de trabalho por prazo determinado a dois anos, nem o artigo 451 da mesma lei, que transforma em contrato por prazo indeterminado aquele que é prorrogado por mais de uma vez.

O relator, Sebasti?o Geraldo de Oliveira, disse ainda que a Pelé assegurou aos atletas o direito de negociar livremente todos os termos do seu contrato de trabalho, e a determinaç?o do prazo constitui uma garantia para o atleta de que seu vínculo com o empregador n?o será eterno. No entanto, mesmo com ela, é possível que o atleta firme vários ajustes por prazo determinado, mantendo o vínculo empregatício, sem que esses novos contratos sejam considerados autônomos. Do contrário, haveria a frustraç?o de direitos trabalhistas, já que a prescriç?o bienal seria contada a partir do final de cada contrato. Com informaç?es da Assessoria de Comunicaç?o do TST.


Vejam este outro caso analisado pelo TST

JOGADOR DO GR?MIO NAO CONSEGUE RECONHECIMENTO DE UNICIDADE CONTRATUAL

A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho rejeitou recurso interposto pelo Gr?mio Football Porto Alegrense e concluiu ter sido por prazo determinado o contrato de trabalho do ex-jogador Eliezer Murilo, tendo em vista a liberdade contratual assegurada pela Lei n? 9.615 /1998 (Lei Pelé). De acordo o artigo 30 da lei, o contrato de trabalho do atleta profissional tem prazo determinado, com vig?ncia nunca inferior a tr?s meses nem superior a cinco anos. Essa particularidade afasta, no entendimento do TST, a regra do art. 445 da CLT , segundo a qual o contrato de trabalho por prazo determinado n?o pode ser estipulado por mais de dois anos.

O jogador assinou seu primeiro contrato profissional com o clube em fevereiro de 1994, no qual trabalhou até abril de 2000, quando foi emprestado para o Fluminense. As partes, porém, n?o tinham o intuito de ajustar por tempo indeterminado, pois fizeram vários contratos sucessivos, até que o Gr?mio, por n?o mais se interessar em manter o jogador em seu quadro, vendeu seu "passe" ou vínculo esportivo para o Fluminense, em dezembro de 2000.

Na reclamaç?o trabalhista, Eliezer buscou o reconhecimento da configuraç?o da relaç?o de emprego num contrato único até 2000, direito de arena, luvas, pr?mios e gratificaç?es, além de outras verbas. O jogador alegou que a unicidade contratual estaria evidente porque, ao final de cada contrato, o clube nunca efetuou sua rescis?o nem liberou as guias para saque do FGTS.


O Juízo de Primeiro grau declarou a exist?ncia de contrato de trabalho por prazo indeterminado e condenou o Gr?mio a pagar as verbas daí decorrentes. Ambos interpuseram recurso ao Tribunal Regional do Trabalho da 4? Regi?o (RS), que reformou a sentença e afastou a unicidade contratual, considerando ainda prescrita a pretens?o quanto aos tr?s primeiros contratos.

No recurso de revista ao TST, Eliezer insistiu no reconhecimento de um contrato único.
Mas a relatora, ministra Maria Cristina Peduzzi, observou ser evidente que cada um dos tr?s ajustes entre o atleta e a agremiaç?o teve por finalidade a prorrogaç?o do contrato anteriormente firmado. "Contudo, o fato de o contrato de trabalho de atleta profissional ser prorrogado indefinidas vezes n?o desnatura sua natureza de contrato por prazo determinado", assinalou. O entendimento da ministra Cristina Peduzzi, seguido pelos demais integrantes da Oitava Turma, é o de que prorrogaç?o e indeterminaç?o do prazo s?o institutos que n?o se confundem, e que a possibilidade de prorrogaç?o de sucessivos contratos por prazo determinado sem que se convertam em contrato por prazo indeterminado n?o é uma inovaç?o na legislaç?o trabalhista. (RR-35/2002-012-04-00.7) NOTAS DA REDAÇAO

O ex-jogador Eliezer Murilo ingressara com aç?o reclamatória somente em abril de 2002, quando já havia sido ultrapassado o bi?nio para ajuizamento das aç?es relativas aos tr?s primeiros contratos de trabalho, nos termos do art. 7? , inciso XXIX , da Constituiç?o Federal


Como voc?s podem ver os contratos objetivam proteger
Clubes (primeiro contrato que garante ao clube o jogador por até 5 anos em caso de primeiro contrato para que os investimentos feitos junto ao atletas n?o sejam tomados por empresários gananciosos - o clube investiu no atleta desde novo e ao ser profissionalizado simplesmente poderia ser levado para outro clube.)

Os atletas tendo em vista que exige a formalizaç?o de contratos com todos os termos e garantias descritos nele. Antes havia jogadores com contratos informais.
Garantir aos atletas e clubes o pagamento de todos os direitos em caso de rompimento.

Quanto ao controle da CBF fica claro que o registro na entidade valida o contrato e n?o obriga ao vinculo com o contrato anterior. Um contrato de renovaç?o N?O CRIA UNICIDADE COM O CONTRATO ANTERIOR.


[Editado em 20-4-2012 por roberioximenes]

[Editado em 20-4-2012 por roberioximenes]

[Editado em 20-4-2012 por roberioximenes]

[Editado em 20-4-2012 por roberioximenes]


NonatodeManaus - 20-4-12 em 01:44 PM

Pois eu acho que erraram e feio, onde fomos salvos por outro erro da CBF, mesmo eu achando que um erro n?o justifica outro.
Jorge Mota é advogado, e existem muitos outros advogados no clube também, e o erro em minha opini?o foi grotesco, digno de amadores.
Ainda bem que n?o se pode acionar a justiça comum.


guaramiranga - 20-4-12 em 01:47 PM

Mas o problema é que o contrato anterior deveria ser rescindido.

E um novo contrato deveria ser firmado.



Mas fizeram apenas um aditivo ao contrato.


RAFAELE?O - 20-4-12 em 05:53 PM

Há entendimento também de que o aditivo seria um "novo" contrato, diante da impossibilidade de prorrogaç?o. Acho quase impossível punirem o clube, diante do "aval" da CBF.


guaramiranga - 25-4-12 em 03:53 PM

O atacante Jaílson renovou contrato com o Fortaleza até o final de 2013. Vice-artilheiro da Copa do Brasil com 5 gols, e um dos principais jogadores do elenco tricolor, Jaílson tinha contrato com o Le?o apenas até o término do Cearense.

Com o sucesso na Copa do Brasil, cresciam as especulaç?es de que clubes da Série A, como o Bahia, estariam interessados no atleta. Com a renovaç?o, o Tricolor de Aço garante a perman?ncia do atacante, ou pelo menos uma compensaç?o financeira em caso de saída.

--------
Ótimo trabalho do Jailson e também do Dep Futebol.


guaramiranga - 17-5-12 em 12:27 PM

A CBF divulgou por intermédio de seu site oficial um comunicado em que dá orientaç?es aos clubes das quatro séries do Campeonato Brasileiro para encaminharem suas reclamaç?es contra a arbitragem em seus jogos. Os documentos devem ser enviados via Federaç?o para a Comiss?o de Arbitragem da CBF (CA/CBF), que vai analisar para tomar as medidas cabíveis, seja para puniç?o ou aperfeiçoamento dos árbitros.

Veja abaixo os procedimentos necessários:

"1- O clube reclamante deverá encaminhar, via Federaç?o, um DVD completo da partida e um editado contendo as situaç?es em que julgue ter ocorrido equívoco (s) de um ou mais componenetes da equipe de arbitragem designada para a partida;

"2- T?o logo o material citado seja entregue na Federaç?o, um instrutor local, indicado pelo presidente da comiss?o estadual interessada deverá realizar uma análise preliminar e confidencial com menç?o de mérito no Livro de Regras atualizado pela Fifa/CBF e a remeterá, junto com os DVDs completo e editado ? Ouvidoria de Arbitragem da CBF;

"3- De posse dos DVDs e do relatório confindencial, o ouvidor abrirá um processo administrativo, anexando o relatório do assessor de arbitragem da partida em quest?o, enviado pela CA/CBF e realizará sua análise sobre o trabalho da arbitragem, emitindo um parecer conclusivo, com as aç?es recomendadas e pertinentes;

"4- O parecer técnico da partida será enviado ao clube interessado via Federaç?o."


LinoFortaleza - 17-5-12 em 01:33 PM

Esse via fedorentaç?o é onde o Fortaleza se "lasca todinho"... n?o poderia ser por via direta?!


guaramiranga - 23-5-12 em 02:55 PM

O zagueiro Wallison, recém-contratado, terá que cumprir uma suspens?o automática em competiç?es da CBF e aguardará o segundo jogo.

---------
Só para lembrar a confus?o do Brasil-RS (que perdeu a vaga para o Santo André) por ter colocado um jogador que deveria cumprir suspens?o quando atuava por outro time.

Parabéns ? Diretoria de Futebol.


guaramiranga - 10-7-12 em 03:38 PM

Citação:
Mensagem original enviada por flaviofor
Pessoal, vms deixar de cornetagem que é o que essa imprensa maldita faz... problema do Fortaleza n?o é o técnico n?o! Problema é lá de dentro, tem gente mandando e desmandando no Fortaleza... um total amadorismo!!


Parece que n?o aprendemos e repetimos todos os erros cometidos em 2011?
Um time que goleou o Náutico n?o pode ser t?o ruim e medroso como o que enfrentou o Águia e o Luverdense.

-------------------
N?o acho que tem gente mandando e desmandando.

N?o tem ninguém mandando.
Porque no ASA e América-RN os caras trabalham?
Somente no Pici ninguém quer nada.
Lembram do Cleison que disse ter perdido a vontade de jogar?


2011 - 45 dias treinando em Beberibe
2012 - 45 dias treinando esperando o início

2011 - demiss?o do técnico na 2? rodada
2012 - demiss?o do técnico na 2? rodada

2011 - escapamos de cair para a série D somente na última rodada
2012 - nem pensar nisso


guaramiranga - 16-7-12 em 01:57 PM

Após o treino, a delegaç?o tricolor almoçou no próprio clube, onde permanece concentrada no alojamento Ribamar Bezerra, até a saída para o aeroporto Pinto Martins.
O embarque para Belém está previsto para 20h08min.
Este voo de 20:08, JJ3892, tem uma escala e chegada prevista para 23:05.
Existe voo sem escala, que sairia mais tarde, 20:50 e chegaria mais cedo, 22:50.
Tudo bem que as passagens devem ter sido compradas pela CBF e assim nada poderíamos fazer.

Mas, a que horas chegamos?
Após sair do aeroporto, a que horas chegamos no hotel?
Quantas horas os jogadores dormiram?

Foi t?o cansativo quanto a viagem para o jogo contra o Luverdense.

Como hoje os jogadores n?o conseguem mais jogar quartas e domingos e s?o preservados, imagino que vamos dormir em campo logo mais ? noite no Mangueir?o.


Que DEUS nos proteja!


guaramiranga - 19-7-12 em 11:41 AM

Geraldo n?o recebeu cart?o.

Foi constatado que o atleta Geraldo n?o recebeu cart?o amarelo durante a partida, ao contrário do que foi divulgado anteriormente, no Site Oficial do Fortaleza.
-----------
Só para lembrar que houve pol?mica no STJD por conta do cart?o que um jogador do Brasil-RS recebeu e n?o cumpriu a suspens?o. Assim perdeu pontos e o Santo André escapou de cair para a série D.


guaramiranga - 25-9-12 em 07:33 PM

Oito jogadores do Fortaleza tinham o contrato se encerrando no final do m?s de novembro, mas o clube decidiu se antecipar ao assédio dos rivais e prorrogou ao menos até dezembro deste ano os vínculos de Geraldo, Lopes, Marielson, Cleo, Ray, Cléber Carioca, Marielson e Kau?. O clube corria o risco de ficar sem os atletas caso consiga confirmar a classificaç?o no Campeonato Brasileiro da Série B.

O Fortaleza tem 26 pontos e ocupa a segunda colocaç?o no Grupo A da Terceira Divis?o, a tr?s de distância do líder Luverdense. Restam apenas cinco partidas para o encerramento da primeira fase e a classificaç?o para as quartas de final está praticamente assegurada.

Entre as renovaç?es, a mais comemorada pela diretoria foi do goleiro Lopes, que chegou a ser sondado pelo /Ceará e quase deixou o Fortaleza para ser opç?o ao instável Fernando Henrique. Confirmado até dezembro no Le?o, Lopes ainda n?o definiu qual clube defenderá a partir da próxima temporada, mas dá prefer?ncia ao atual. Aos 38 anos, Geraldo também pode renovar com o Fortaleza para 2013.


---------
Fonte : Terra


guaramiranga - 21-1-13 em 11:02 AM

Jorge Mota n?o quer mais.
Daniel frota n?o aceita.
Renan Vieira foi "obrigado" a desistir.

E agora?
N?o há um só tricolor que possa tomar conta do Departamento de Futebol?

Taí o resultado.
Ninguém sabia que o FEC iria jogar no dia 20 contra o Confiança?

Todos foram apresentados uns aos outros em Sergipe.


EBJ-CORAÇ?O-DE-LE?O - 21-1-13 em 11:26 PM

Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
Jorge Mota n?o quer mais.
Daniel frota n?o aceita.
Renan Vieira foi "obrigado" a desistir.

E agora?
N?o há um só tricolor que possa tomar conta do Departamento de Futebol?

Taí o resultado.
Ninguém sabia que o FEC iria jogar no dia 20 contra o Confiança?

Todos foram apresentados uns aos outros em Sergipe.


Na lista da delegaç?o divulgada no site oficial sobre quem viajaria a Aracajú estava o nome do Rochinha como diretor de futebol.


guaramiranga - 22-1-13 em 01:36 PM

Citação:
Mensagem original enviada por EBJ-CORAÇ?O-DE-LE?O
Na lista da delegaç?o divulgada no site oficial sobre quem viajaria a Aracajú estava o nome do Rochinha como diretor de futebol.


Alan Neto, 22/01/2013

MUDANÇAS chegam ? diretoria. Rochinha, o enigmático, assume setor de futebol. É do ramo, sabe das coisas. Difícil é arrancar dele uma declaraç?o completa. Mas aí s?o outros quinhentos.


NonatodeManaus - 22-1-13 em 02:51 PM

Minha preocupaç?o em relaç?o a falta de um diretor de futebol que realmente entenda do assunto, é que o Fortaleza volte aos tempos de Renan Vieira e caia nas m?os de empresários.
Quando vi as contrataç?es do volante Jackson rebaixado pelo guarani de campinas e segundo li terminou o ano na reserva por defici?ncia técnica (Ruindade), e o do Leandro de quem n?o ouvia falar fazia muito tempo, confesso que logo lembrei daquela época do RV.
Será que o Leandro volante dispensado e prata da casa era pior que esse Jackson? só o tempo dirá.


guaramiranga - 7-11-13 em 11:48 AM

OSMAR Baquit, o Trov?o, fez o que era pra fazer mostrando que n?o quer briga com os dissidentes da Democracia Tricolor. VALE recapitular. Chamou o grupo que lhe faz oposiç?o para a mesa de negociaç?es e entendimentos. Com espiritos desarmados.

CONVERSA vai, papo vem, deu o bote. N?o fatal. Concordou com vários pontos de proposta da Democracia, escancarando as portas do clube.

OFERECEU de m?o beijada as diretorias financeira e patrimonial. Que o grupo indicasse quem entendesse, pois n?o tinha nada a esconder.

TUDO bem, numa boa. Até certo ponto. O movimento pediu tr?s dias pra responder, embora achasse interessante a proposta.

QUEM SOBREVIVER, VERÁ?

NO fundo, porém, o que a Democracia imaginou é que Baquit oferecesse o departamento de futebol, autonomia total. Se fizesse isso, Evangelista Torquato e seu grupo pegariam no ato.

EXPLICA-SE e justifica-se. O futebol tem visibilidade maior. Dentro dele a Democracia poderia implantar a sua cartilha, sem interfer?ncia da diretoria.

E BAQUIT ficaria como? Posaria de rainha Elizabeth. Aquela que governa mas n?o manda em nada. Faz seu perfil? Faz nada.

FINAL da opereta bufa. Bandeira branca da paz e do amor, pelo visto n?o será hasteada no Pici. Quem sobreviver, verá?

RECONHECIMENTO...

... DAS primeiras atitudes do novo diretor de futebol do Fortaleza, Adailton Campelo, foi fazer de Jorge Veras o coordenador de futebol da equipe profissional.

... ESTE reconhecimento veio tarde, mas veio. Ótimo. O currículo de Jorge Veras como técnico de todas as bases do Pici é simplesmente invejável.

... TREZE títulos em todos os Subs disputados a partir do 13. Que maravilha! Perguntar n?o ofende. Salário dele, por acaso, será aumentado? Em quanto?


guaramiranga - 12-11-13 em 11:23 AM

Marcelo Vilar, Flávio Araújo e Sidney Moraes s?o os nomes cotados para assumir o Fortaleza na temporada 2014. “Estamos bem encaminhados em relaç?o a isso. Já acertamos todos os detalhes e está tudo apalavrado.

Falta só assinar o contrato e ser apresentado, que deve acontecer ainda esta semana”, afirmou Adaílton Campelo, diretor de futebol do clube, ao O POVO.

O favorito é Sidney Moraes, pela ótima campanha sob comando do Icasa na Série B. Segundo apurou o repórter Miguel Júnior, da Rádio Globo/O POVO, uma reuni?o entre a diretoria do Fortaleza e o empresário de Sidney Moraes foi realizada ontem para tentar definir a situaç?o.

“É um grande treinador e tem feito um trabalho muito bom com o Icasa. Está dentro do perfil para treinar o Fortaleza. É um treinador jovem, com muito conhecimento”, afirmou Júlio César Manso, gerente de futebol do Tricolor.


flaviofor - 12-11-13 em 05:19 PM

Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
Marcelo Vilar, Flávio Araújo e Sidney Moraes s?o os nomes cotados para assumir o Fortaleza na temporada 2014. “Estamos bem encaminhados em relaç?o a isso. Já acertamos todos os detalhes e está tudo apalavrado.

Falta só assinar o contrato e ser apresentado, que deve acontecer ainda esta semana”, afirmou Adaílton Campelo, diretor de futebol do clube, ao O POVO.

O favorito é Sidney Moraes, pela ótima campanha sob comando do Icasa na Série B. Segundo apurou o repórter Miguel Júnior, da Rádio Globo/O POVO, uma reuni?o entre a diretoria do Fortaleza e o empresário de Sidney Moraes foi realizada ontem para tentar definir a situaç?o.

“É um grande treinador e tem feito um trabalho muito bom com o Icasa. Está dentro do perfil para treinar o Fortaleza. É um treinador jovem, com muito conhecimento”, afirmou Júlio César Manso, gerente de futebol do Tricolor.


guara, o Diretor de Futebol é o responsável pelas contrataç?es, de contactar o empresário do jogador ou treinador, de pesquisar o mercado do futebol. Tem que entender do "riscado". Lógico que quem assina é o Presidente mas o Diretor tem todo o respaldo daquele...

Já o Gerente é o "elo" entre a jogadores/comiss?o técnica e a Diretoria de Futebol. Aspectos mais internos (problemas de contus?es, cart?es, etc...), o gerente faz a "ponte" dos jogadores e técnico para a Diretoria de Futebol.

Mais ou menos assim...


guaramiranga - 14-1-14 em 11:36 AM

Contraste

Enquanto em campo o Fortaleza anima, causa espécie a falta de harmonia nas esferas superiores. A saída do diretor de futebol, Adailton Campelo, provocou desconforto. Adailton n?o escondeu sua decepç?o, dizendo-se vítima de atos desleais, raz?o por que resolveu entregar o cargo. N?o entendo a raz?o por que no Fortaleza é t?o difícil a uni?o de todos. Sempre há um ranço. Certa feita o ex-presidente Jorge Mota disse, a plenos pulm?es no Debate Bola (TV Diário), que era impossível se pensar numa total uni?o no Fortaleza. Pelo visto, Jorge tem raz?o.

Mágoas

Adailton Campelo cuidou de n?o esconder suas mágoas pelo que considera falta de consideraç?o por parte de pessoas nas quais depositava extrema confiança no Pici. Embora indicando caminhos, procurou evitar acusaç?es pesadas, diretas. Nada de diatribes. Em momentos, preferiu mesmo o eufemismo. Para um bom entendedor...


guaramiranga - 14-1-14 em 11:26 PM

O presidente da Diretoria Executiva do Fortaleza, Osmar Baquit, concedeu uma entrevista coletiva na tarde desta terça feira, na Sala de Imprensa Carlos Rolim Filho, quando anunciou tr?s mudanças de âmbito administrativo.

Para o cargo de Diretor de Futebol foi apresentado o médico Evangelista Torquato, que também será responsável pelo setor de planejamento do clube. A segunda mudança diz respeito ? Diretoria Financeira, que passa a ser gerida pelo empresário Flavio Novaes Filho.

Outra mudança anunciada pelo presidente Osmar Baquit é no Departamento Jurídico, que conta com o retorno do advogado Daniel de Paula Pessoa.
Mais detalhes da coletiva desta tarde no Pici, voc? confere em breve aqui no site oficial do Le?o.

http://fortalezaec.net/Arquivos/Fotos/514x386/201401142046-Coletiva-interna.jpg


Julio - 15-1-14 em 11:55 PM

No dia seguinte após assumir como diretor de futebol do Fortaleza, o médico Evangelista Torquato tratou de colocar um ponto final nas especulaç?es sobre um possível interesse do clube em jogadores que passaram recentemente pelo kanal, com o atacante Mota, o goleiro Fernando Henrique e o volante Michel.

"N?o contratarei ídolo do rival em ano do centenário deles!", disse o dirigente, em mensagem divulgada em sua conta oficial no twitter.

Durante a sua apresentaç?o como novo gestor do Departamento de Futebol, Evangelista adiantou que o Tricolor deve anunciar um coordenador técnico, e, para o elenco, um centroavante, um volante e um zagueiro. “Eu gostaria de ver mais dois grandes nomes aqui”, comentou, destacando que o time terá um perfil jovem e rápido.

Para tocar suas funç?es na diretoria de futebol, Evangelista Torquato terá a assessoria do conselheiro Judson Fernandes na funç?o.
Fonte: http://esportes.opovo.com.br/app/esportes/clubes/fortaleza/2014/01/15/noticiasfortaleza,2699854/novo-diretor-de-futebol-do-forta leza-avisa-nao-contratarei-idolo-do.shtml

Já comecei a gostar...Basta de bondes k-analenses...


guaramiranga - 16-1-14 em 12:17 PM

Citação:
Mensagem original enviada por Julio
Durante a sua apresentaç?o como novo gestor do Departamento de Futebol, Evangelista adiantou que o Tricolor deve anunciar um coordenador técnico...


.. DIRETOR técnico, Evangelista Torquato n?o abre m?o. Será a ponte dentre o elenco e o seu setor. Item principal: que tenha moral e experi?ncia no ramo. Ex-jogador com especialidade.

... DOIS nomes surgiram. Bechara, que diariamente aparece na televis?o, pediu tempo. Outro, Mirandinha, que topa na hora deixando a Arena Castel?o, onde está apenas prestando serviço.

... VERDADE seja dita. Entre os dois, Mirandinha tem muito mais cancha, vivido e calejado. Já foi técnico várias vezes, conhece como ninguém as mumunhas de jogador. Principalmente aqueles os tipos que adoram embromar ou fingir contus?es.


Julio - 16-1-14 em 07:27 PM

Por que n?o lembram o nome do Ronaldo Angelim, seria uma boa.....


guaramiranga - 22-12-14 em 05:59 PM

O presidente eleito para o bi?nio 2015/16, Jorge Mota, tem trabalhado incessantemente com
o futuro diretor Marcelo Paz
, o gerente Julio Manso e o técnico Marcelo Chamusca, no sentido de reforçar o elenco leonino.

-----
Marcelo Paz era ou é Coordenador-Geral da AJE Fortaleza.
Comentarista da Verdes Mares e TVC.
Conhece futebol e l? com facilidade o jogo.