Logo do Fórum

Brasil 1x0 Fortaleza, 10/10/15, 16:00h, Bento Freitas
guaramiranga - 29-9-15 em 01:09 AM

Como será esse campo?
Como será o clima?

Isso n?o interessa.
Precisamos jogar muita bola!

Falta muito tempo para treinamentos.
E para fofocas também!

[Editado em 11-10-2015 por guaramiranga]


guaramiranga - 29-9-15 em 01:14 AM

Um novo campeonato começa para o Fortaleza a partir de agora. Pelo menos é assim que o técnico Marcelo Chamusca e seus comandados encaram o confronto válido pela fase de mata-mata da Série C diante do Brasil de Pelotas.
O duelo será decidido em dois jogos, nos dias 10 e 17 de outubro.

O Fortaleza já estuda o adversário e o técnico Marcelo Chamusca garante já ter informaç?es importantes para passar aos seus jogadores. “O último jogo que eles fizeram em casa contra o Guarani, inclusive, eu assisti os 90 minutos. Ent?o já tenho um conhecimento prévio”, diz.

Um dos pontos fortes do Brasil, segundo Chamusca é a condiç?o física do time. A outra seria o fator ‘casa’. “Tem uma estatística muito positiva quando joga em casa, É um estádio pequeno, ent?o a torcida joga muito perto e eles sempre fazem um jogo muito forte lá dentro de Pelotas”, explicou o técnico.


guaramiranga - 30-9-15 em 03:53 PM

O Fortaleza enfrentará o Brasil de Pelotas pela primeira vez em jogos oficiais no dia 10 de outubro, na partida de ida das quartas de final da Série C.

Mas outros times cearenses t?m histórico de atuaç?o contra os gaúchos. kanal e Ferroviário já jogaram em Pelotas e sentiram a força do Xavante quando atua em casa: ambos foram goleados pelo adversário.

O kanal visitou o Brasil de Pelotas em 14 de julho de 1985, pelo Campeonato Brasileiro.

Na época, o Alvinegro, comandado pelo técnico Zé Mário, n?o conseguiu segurar o Xavante e foi derrotado por 4 a 0, com tr?s gols de Bira e um de Canhotinho. A dificuldade que o Vovô teve ao atuar em Pelotas também foi sentida pelo Ferroviário, na Série C de 2006. O Tubar?o da Barra, que era comandado pelo técnico Arnaldo Lira e tinha como um dos destaques o meia Éverton, hoje no Fortaleza, também foi goleado pelo Brasil pelo placar de 3 a 0.


guaramiranga - 30-9-15 em 03:55 PM

“O Fortaleza pegou o pior adversário dessa fase. O futebol de lá (Pelotas) é totalmente diferente. O campo é pequeno e a torcida fica em cima. Tem que ter muita atenç?o porque a bola sai rápida, bate no muro e já volta. V?o usar muito a bola aérea e a força física. É um futebol mais pegado. Lá, o Fortaleza vai ter dificuldades”, analisou Arnaldo Lira.

Dois dos tr?s zagueiros que entraram em campo pelo Vovô em 1985 seguiram a carreira de técnico após pendurar as chuteiras e, inclusive, treinaram times cearenses: Argeu dos Santos, técnico que passou por vários times do interior, (Guarany de Sobral, Horizonte e Itapipoca), e Lula Pereira, que teve cinco passagens no comando técnico do kanal (1989, 1999, 2004, 2008 e 2012).

“Lembro que estava frio e o campo era menor. Eles usavam muito a bola alta e era um time fortíssimo.

A torcida é vibrante, e o Brasil hoje tem como característica ser um time vibrante. Mas eu vejo o Fortaleza com muito mais condiç?o e muito forte”, disse Lula.

A torcida Xavante deve lotar o estádio Bento de Freitas para empurrar o time diante do Le?o. Até ent?o, a média de público do Brasil na Série C é de 2.675 torcedores e o recorde levou 4.941 pessoas ao estádio.


Ricarte - 1-10-15 em 12:09 PM

Citação:
Mensagem original enviada por guaramiranga
O Fortaleza enfrentará o Brasil de Pelotas pela primeira vez em jogos oficiais no dia 10 de outubro, na partida de ida das quartas de final da Série C.

Mas outros times cearenses t?m histórico de atuaç?o contra os gaúchos. <b>kanal</b> e Ferroviário já jogaram em Pelotas e sentiram a força do Xavante quando atua em casa: ambos foram goleados pelo adversário.

O <b>kanal</b> visitou o Brasil de Pelotas em 14 de julho de 1985, pelo Campeonato Brasileiro.

Na época, o Alvinegro, comandado pelo técnico Zé Mário, n?o conseguiu segurar o Xavante e foi derrotado por 4 a 0, com tr?s gols de Bira e um de Canhotinho. A dificuldade que o Vovô teve ao atuar em Pelotas também foi sentida pelo Ferroviário, na Série C de 2006. O Tubar?o da Barra, que era comandado pelo técnico Arnaldo Lira e tinha como um dos destaques o meia Éverton, hoje no Fortaleza, também foi goleado pelo Brasil pelo placar de 3 a 0.


Essa [Censurado] desse O Povo só consegue mostrar estatísticas do mal para o Fortaleza, é sempre assim, quem quer saber se kanal e Ferroviário já perderam pra esse time, pelo amor de Deus.

Qual o interesse dele em postar estatística sem sentido para o Fortaleza nesse momento.


"...Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará ? tua tenda..."
Salmo 91

Vamos subir!!


NonatodeManaus - 2-10-15 em 06:35 PM

Assisti apenas uma partida desse time do Brasil, na época ainda com o Leandr?o, que fazia toda a diferença.
Temos mais time, mais camisa, mais tradiç?o, mais torcida, etc. etc..
Mas nada disso importará nessas duas partidas, se o Fortaleza n?o fizer valer essa sua superioridade.
Minha única pergunta e dúvida é:
Qual Fortaleza jogará contra o Brasil?
Aquele dos toques de bola envolvente, que marca bem e ataca com velocidade, ou aquele que fica recuado, jogando sempre atrás da linha da bola e esperando os contra ataques?
Espero que seja o primeiro, pois se chamar esse time do Brasil para cima, o tiro pode sair pela culatra.
Temos que entrar com muita atenç?o os 180 minutos, procurando marcar bem no meio de campo, e assim anular a forte jogada com bolas alçadas na área, já que nossa zaga costuma se perder um pouco nesse quesito jogo aéreo.
Temos tudo para sair desse inferno, só dependemos de nós mesmos.
EU ACREDITO!!!!!!!!!!!!!!!!


webmaster - 4-10-15 em 08:19 PM

Ampliaram a capacidade do estadio de 5 para 8 mil torcedores e reservaram 500 ingressos para torcida do FEC.


guaramiranga - 6-10-15 em 12:15 PM

... QUEM duvidava do prestígio de Mauro Carmélio junto a CBF caiu do cavalo.
Jorge Mota tinha pedido árbitro Fifa pros dois jogos. Carmélio foi a Del Nero, que sempre o teve em alta conta, atendendo de pronto.

Deu, Héber Roberto Lopes, árbitro Fifa, tarimbado, com dois anos pra se aposentar.


Mas ainda n?o consta no site da CBF.


guaramiranga - 7-10-15 em 11:29 AM

Árbitro: Heber Roberto Lopes - SC (FIFA)
Árbitro Assistente 1: Carlos Berkenbrock - SC (ESP-1)
Árbitro Assistente 2: Helton Nunes - SC (CBF-1)
Quarto Árbitro: Francisco de Paula dos Santos Silva Neto - RS (CBF-2)


Agora está no site da CBF!


guaramiranga - 7-10-15 em 11:49 AM

O meia Everton, do Fortaleza, vai enfrentar o segundo jogo decisivo de sua carreira no Estádio Bento de Freitas, do Brasil de Pelotas/RS, neste sábado ?s 16 horas, pela primeira partida das quartas de final da Série C.

Ele já jogou no estádio do Xavante em 2006, quando defendia o Ferroviário na mesma Série C. Naquele ano, Everton disputou o octogonal final da competiç?o e jogou no Estádio Bento Freitas. O Ferr?o venceu no PV por 3x0 e na cidade gaúcha foi goleado pelo mesmo placar.

Everton diz que a situaç?o é outra, os tempos s?o outros e agora o Fortaleza está muito concentrado em conseguir essa classificaç?o, procurando tirar proveito de um resultado na casa do adversário.
"Estamos preparados. O Estádio é pequeno, tem torcida barulhenta, mas a nossa preparaç?o, vindo para cá com anteced?ncia, favorece ? adaptaç?o", disse o jogador, quando questionado sobre o jogo dentro da casa do rival.

Outro atleta que conhece bem os quatro cantos do estádio é o lateral-direito Tinga, que pelo Gr?mio/RS, jogou pelo Gauch?o, no Bento Freitas.

"Nosso primeiro obstáculo lá, será a torcida, que vai apoiar o Brasil desde o início. Eles t?m uma característica mais de marcaç?o. V?o bater bastante e forçar muito a bola parada. Eles t?m dois centroavantes que fazem muitos gols de cabeça, mas estamos focados para conseguir um resultado para nos manter em vantagem", disse Tinga.



Que tenham muita atenç?o e calma, mesmo se tomarmos gol.


guaramiranga - 7-10-15 em 04:14 PM

http://fortalezaec.net/Arquivos/Fotos/514x386/201510071248-nota-oficial-interna.jpg

Em respeito ? Naç?o Tricolor, a Maior Torcida do Estado com mais de 2 milh?es de fanáticos, e aos associados Le?es do Pici, um dos 20 maiores programas de sócios do Brasil, o Fortaleza Esporte Clube se manifesta por meio de nota oficial a fim de prestar esclarecimentos e zelar pela transpar?ncia e responsabilidade que permeiam a atual gest?o.

Com crescimento exponencial desde a reformulaç?o, no dia 16 de maio deste ano, o programa Le?es do Pici possui atualmente mais de 9.500 associados. O trabalho norteado pelo planejamento e organizaç?o permitem que o clube lide de forma natural com o aumento de mais de 100% do número de sócios em quase cinco meses e ofereça a maior quantidade possível de serviços com o melhor atendimento possível.

Entretanto, diante da alta demanda natural por ingressos para o jogo contra o Brasil de Pelotas, no próximo dia 17, pelas quartas de final da Série C, fazem-se necessários o remanejamento e a adequaç?o de determinados locais de acesso de alguns planos Le?es do Pici - antigos e novos - ? Arena Castel?o a fim de evitar transtornos, superlotaç?o e incidentes.

Nesta partida, os sócios do novo plano Le?o Fiel ter?o acesso ao setor superior do estádio, uma vez que n?o haverá setorizaç?o no anel inferior, sendo toda esta área considadera setor Bossa Nova. Os setores Inferior Norte e Sul já n?o eram utilizados pelo clube desde a sexta rodada do Campeonato Brasileiro - o terceiro jogo como mandante -, quando foram registrados incidentes em raz?o do desejo de torcedores de se deslocarem de um destes setores para outro.

O anel inferior da Arena Castel?o possui cerca de 17 mil assentos. Isto é, caso a adequaç?o de determinados planos n?o fosse realizada, o clube teria que aguardar todos os mais de 9.500 associados indicarem o setor desejado para assistir ao jogo para só ent?o iniciar a venda de ingressos, o que seria inviável, inclusive do ponto de vista legal, e desrespeitoso ao torcedor n?o-associado do Fortaleza, que já adquiriu mais de 40 mil ingressos em uma semana de venda.

Os sócios Le?o de Aço, por sua vez, ter?o acesso aos setores superior e Bossa Nova. O remanejamento segue a mesma lógica e visa, também, evitar aglomeraç?es, evas?o de catracas e contratempos ao associados, como realizar um longo trajeto no estádio ? procura de outro setor para assistir ? partida, uma vez que mais de 50% dos associados possuem o plano Le?o de Aço - ou seja, mais de 4.500.

Os sócios do novo plano Le?o Kids ter?o acesso a qualquer setor do estádio, uma vez que o clube reconhece a importância e a necessidade que estes estejam acompanhado de seus responsáveis, sobretudo em um jogo com expectativa de grande público. Além disso, as associadas do antigo plano Leoninas VIP ter?o acesso ao setor Premium mantido, uma vez que representa um número (46) que n?o impacta na segurança ou lotaç?o desta área do estádio.

O Fortaleza Esporte Clube reforça o respeito, o compromisso e o zelo com a Naç?o Tricolor e toma estas medidas protetivas, comunicadas com dez dias de anteced?ncia, com o objetivo de proporcionar maior segurança, conforto e comodidade a todos os torcedores, sejam sócios Le?es do Pici ou n?o, na partida que pode selar o principal objetivo do clube em 2015.

O clube n?o se omitirá, em qualquer tempo, de tomar medidas que assegurem e priorizem o bem-estar e a segurança do torcedor presente na Arena Castel?o nesta partida decisiva - e, portanto, com forte apelo emocional -, evitando incidentes e acidentes com os torcedores que ir?o em grande escala ao estádio com o objetivo de apoiar o Fortaleza Esporte Clube.


guaramiranga - 9-10-15 em 11:49 AM

O atacante Lúcio Maranh?o n?o espera vida fácil para o Fortaleza diante do Brasil de Pelotas, neste sábado, ?s 16h, no estádio Bento Freitas, em Pelotas/RS, pelo jogo de ida das quartas de final da Série C, mas alerta que a equipe deve se adaptar ?s situaç?es do confronto para superar as adversidades e conquistar o resultado positivo fora de casa.

O centroavante tricolor destaca a importância de um triunfo no duelo de ida visando ? partida decisiva, no próximo dia 17, na Arena Castel?o, mas reconhece que o Le?o terá dificuldades no Sul e pede que o time siga as orientaç?es do treinador Marcelo Chamusca para obter ?xito.

"Se nós tivermos a oportunidade de sair na frente e segurar o resultado, vai ser muito importante para ter um pouco mais de tranquilidade na segunda partida. Sabemos que a primeira partida vai ser muito difícil, ent?o temos que estar focados e trabalhar dentro daquilo que o professor pedir para conquistar os nossos objetivos", ponderou o camisa 9. "O nosso objetivo maior é sempre estar focado e preparado para aquilo que nós vamos exercer dentro de campo. Nosso time está preparado para qualquer tipo de circunstância e focado naquilo que tem que fazer de melhor", disse.

Lúcio Maranh?o admite a busca por gols na reta decisiva do Campeonato Brasileiro, mas assegura que o foco do Tricolor é conseguir o acesso de divis?o, independentemente de quem balançar as redes e cobra atenç?o para que as chances criadas sejam convertidas.

"É sempre importante fazer gols, ainda mais nessa fase que define tudo e podemos dar um grande passo. Independente de quem fizer o gol, nós temos que estar sempre focados e ajudar os companheiros. Nós temos que saber lidar com as circunstâncias e aproveitar muito bem as oportunidades", avisou.

Assessoria de Comunicaç?o do Fortaleza Esporte Clube
Afonso Ribeiro e Raíssa Feijó
imprensa@fortalezaec.net


Gostei da frase
Temos que saber lidar com as circunstâncias

Parece que est?o colocando press?o demais para vencer o Brasil-RS.
Sonhamos com uma partida como a de Jundiaí, mas s?o 180 minutos de jogo.
Torcedores da Portuguesa, Confiança e até mesmo do ASA n?o jogaram a toalha!


NonatodeManaus - 9-10-15 em 07:29 PM

Ainda bem que n?o sou treinador do Fortaleza, pois se o fosse, diante das circunstâncias que norteiam esse jogo, eu sacaria do time principal o jogador Lúcio Maranh?o, mas isso n?o tem nada a ver com o fato de eu considerar esse rapaz uma fraude, um jogador para lá de ruim, apesar de seu passado de gols em 2012.
Em seu lugar eu entraria com o Pio, que já fez mais gols que o próprio LM, tem um chute potente, e como ao que parece o time do Brasil gosta de bater, teríamos no Pio uma excelente opç?o para bater faltas.
Mas isso é um problema do Chamusca, que aqueles que entrarem se consagrem e nos tragam um excelente resultado.
Força LE?O!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


RAFAELE?O - 10-10-15 em 06:57 PM

Lúcio Maranh?o vai ser o herói desses jogos, podem aguardar!!!


Anaximandro - 10-10-15 em 07:07 PM

Estou absolutamente tranquilo com relaç?o ao jogo de hoje.


Anaximandro - 10-10-15 em 07:18 PM

Porra. 12 minutos de jogo e o Fortaleza, ofensivamente, n?o existe até agora.
N?o acerta um único passe na intermediária adversária.


Anaximandro - 10-10-15 em 07:39 PM

Acabou o ímpeto dos caras.
É colocar a bola no ch?o e chegar ao(s) gol(s).


Anaximandro - 10-10-15 em 07:48 PM

Que gol mais imbecil.
Le?o peida sempre nos momentos decisivos. Timeco sem nenhuma qualidade técnica esse Brasil e a gente toma um gol despretensioso por falta de atenç?o.
Castigo bem merecido.


Anaximandro - 10-10-15 em 07:50 PM

Tem que ter cuidado para n?o tomar mais e comprometer o segundo jogo.


RAFAELE?O - 10-10-15 em 08:01 PM

Torço muito, mas pelo jeito é mais um ano na série C. Só vamos subir qdo mudar o regulamento pra pontos corridos. Vergonha. Timr amarel?o. Infelizmente já era esperado...


Anaximandro - 10-10-15 em 08:42 PM

Time cagalh?o. Chamusca cagalh?o idem.
O time quebrando a bola de fac?o e o animal n?o faz uma única substituiç?o. Mudou agora para uma pustema chamada Adriano Martins.
Tivemos duas faltas de frente e a chance do Pio fazer um gol foi desperdiçada porque n?o temos Pio no jogo, enquanto Luço Maranh?o segue enganando no jogo.
N?o teve uma única chance de gol no jogo todo. E olha que esse time do Brasil é RUIM, MAS MUUUUUUUUITO RUIM.
N?o adianta escolher adversário e chegar no mata-morre amarelar.
O que diabo o Fortaleza fez nesse jogo?
Torcer para perder só de uma a zero mesmo, que aí teremos chance na volta.


Anaximandro - 10-10-15 em 08:47 PM

Tomamos gol de um ex-enganador do FEC, Cleverson e agora entrou o tal de Papas. Vamos ver se n?o tomamos gol desse perna de pau também.


Anaximandro - 10-10-15 em 09:00 PM

Cabou.
Em 2012, empatamos em 1 a 1 contra o Oeste fora de casa.
Em 2014, trouxemos um empate de 0 a 0 contra o macaeba.
E a despeito dos empates, n?o subimos.
Agora, em desvantagem, pode ser que a história seja diferente.
Agora, o FEC n?o jogou [Censurado] nenhuma contra um time [Censurado], lixo total.


Anaximandro - 10-10-15 em 09:01 PM

Agora, tomamos um gol e n?o fizemos nenhum; se eles fizerem um em Fortaleza aí fudeu, pois precisaremos de 2 de diferença.

[Editado em 10-10-2015 por Anaximandro]


NonatodeManaus - 10-10-15 em 11:04 PM

Voc?s viram quantos chutes a gol o nosso "atacante" Lúcio Maranh?o deu durante o jogo?
É sempre assim, jogo após jogo, esse rapaz n?o faz nada, n?o chuta uma bola sequer a gol, n?o segura zagueiro, n?o faz pivô, n?o ajuda na defesa e é titular absoluto.
Nós estamos é fudidos em relaç?o a atacantes.


Anaximandro - 11-10-15 em 12:53 PM

O time todo, sem exceç?o, n?o jogou nada.
Amarelada total.
Os caras passaram uma semana lá no Sul se ambientando para apresentar um futebol de time sem série. VSF.
Até o Chamusca amarelou. Ficou visivelmente perdido ontem sem saber quem alterar. Trocar Maranh?o pelo Taliçu? Que raio de substituiç?o foi aquela?
Luço Maranh?o? Time que quer ascender n?o pode ter um jogador lazarento como esse enganador.

Esse time do Brasil é fraco, mas muito fraco e ainda assim n?o fizemos nada. Poderia ter jogado o Águia de Marabá ontem que n?o teríamos ganhado. Nossa sina parece que é ficar nessa série C até sabe lá quando.

Tomar um gol ridículo daquele de bola parada. Faça-me o favor.
E o Radar, do lado do cara, sem marcar ninguém, nem a bola aquele imbecil estava marcando. Time que tem pretens?es sérias n?o pode ter Radar e Luço Maranh?o de titulares. Qualquer peladeiro de final de semana é melhor que esses dois perebentos.

E a jogada anterior ao gol foi uma dividida perdida do Adalberto, no meio do campo, que entra para dividir parecendo uma gazela, sem vontade. Os caras do outro lado n?o jogam nada, mas pelo menos estavam com raça e vontade. E os nossos? Putz, sem gana de vencer, sem raça e amarelando ainda.

Ou Fortaleza joga bola no sábado que vem, intensamente, os dois tempos, ou o mais provável de acontecer assombrará o FEC por outro ano. E se permanecermos na série C, sou até capaz de apostar que o kanal se salvará do rebaixamento.

[Editado em 11-10-2015 por Anaximandro]


NonatodeManaus - 11-10-15 em 03:21 PM

Esse mesmo recado estarei enviando ao Presidente Jorge Mota.
Presidente JM, parabéns pelo campeonato cearense, pela boa campanha na série C, e pela estrutura que tem oferecido ao time e jogadores.
Agora vem o nosso objetivo principal, que é sair desse inferno chamado série C.
E, para sairmos, temos que vencer e vencer bem o esforçado time do Brasil no próximo dia 17/10, véspera do aniversário do Clube.
Agora, como precisamos vencer por no mínimo dois gols de diferença, desde que n?o tome nenhum, essa miss?o fica muito complicada tendo em Lúcio Maranh?o a refer?ncia como atacante.
Já está passando da hora desse rapaz sair do time, e o Chamusca aproveitar a semana para treinar com o Ricardo de Jesus em seu lugar.
É impossível um jogador que se diz atacante, passar várias partidas sem dá um chute sequer em direç?o ao gol adversário.
Presidente, chame o Chamusca para conversar, procure fazer ele entender a importância desse jogo para nós, e fazer ele acabar essa teimosia com o LM, parece até promessa...se ele n?o fez nada até hoje, por que haveria de fazer agora?
Lembremos da Copa do Nordeste e Copa do Brasil, quando fomos eliminados graças aquele goleirinho e os gols perdidos do LM.
Ainda dá tempo.
Em último caso, se o Chamusca insistir com o LM, demita-o e assuma o comando do time, o que, claro, seria um exagero.


Anaximandro - 11-10-15 em 06:34 PM

Essa partida de ontem foi uma das piores, quiçá, a pior que eu vi nessa série C do Fortaleza. N?O PRODUZIMOS NADA.
Os caras estavam anestesiados. E o Chamusca ainda teve a cara de pau, na entrevista coletiva, de dizer que o time se houve bem, que produziu, blá blá blá. Faça-me o favor.
O Fortaleza de ontem n?o existiu. Caraca, foi vergonhosa aquela amarelada de ontem.
Depois do primeiro tempo, eu simplesmente dei as costas para o jogo, porque aquilo que vi ontem n?o me instigou a ter vontade de acompanhar o restante. Fiquei praticamente só ouvindo a narraç?o. E torci muito para n?o tomarmos o segundo gol, pois aí a vaca teria ido pro brejo.
Já estou meio que desencanado. Pode ser que com isso, subamos, pois das outras duas vezes tínhamos plena convicç?o de que subiríamos e aconteceu o que todos já sabem.
Eu n?o lembro de ter visto, recentemente, uma partida decisiva onde os 10 jogadores de linha n?o jogaram nada. INCRÍVEL.


guaramiranga - 12-10-15 em 10:10 AM

QUEM pergunta quer saber. Tanto mistério, tanto dinheiro gasto, tanta mordomia, tanta blindagem. Tudo isso serviu, mesmo, pra qu? ? Se em campo, diante do Brasil de Pelotas, o Fortaleza foi uma pasmaceira, decepcionante, perdeu de 1 a 0. Agora terá que correr (e muito) atrás do prejuízo.

N?O que o Brasil seja uma grande equipe. N?o é.
Problema é que a proposta tática do técnico Chamusca foi a de n?o perder. Empatar pra ele teria sido um grande resultado, atuou medrosamente, permitiu que o adversário forçasse a barra até chegar e garantir a vitória.


guaramiranga - 12-10-15 em 10:11 AM

N?O ficou só aí. Na hora de mexer no time, Chamusca o fez de modo errado. Botou o Thalysson no lugar do Éverton, dois laterais jogando na mesma funç?o, a n?o ser que ele tenha “descoberto” que Thallyson pode resolver jogando como falso ponta-esquerda. Pra completar meteu o Pio no lugar do Sobralense quando mais precisava atacar.

CHAMUSCA meteu as m?os pelos pés. Ainda veio depois apresentar mil e uma desculpas esfarrapadas na coletiva, mostrando um outro jogo que n?o aquele que acabara de acontecer. E instilou várias pérolas raras. Dentre as quais: “O futebol do Sul é outro contexto”. Que maravilha! Agora responda: que contexto, cara-pálida?


guaramiranga - 12-10-15 em 10:13 AM

VOU mais além, engasgado pela forma como o Fortaleza encarou o Brasil povoado de medos e recheado de receios. Antes que esqueça de dizer. N?o fora o Berna lá atrás teria sido muito pior. Ele e a trave, que andou salvando, quando o Brasil foi pra cima com gosto de gás.

TÉCNICO tricolor estava careca de saber que a principal arma do time de Pelotas era a bola aérea. Que cuidados tomou pra evitar? Pelo visto, nenhum. O gol saiu de um escanteio, somado ? colaboraç?o do bisonho lateral Radar que nada fez pra impedir a conclus?o da jogada.

N?O foi só este lance de bola aérea. Era cruzar pra dentro da área, um Deus nos acuda. Ninguém sabia a quem marcar, tamanha a confus?o gerada.

PRECAUÇ?O, na casa do adversário, entende-se. Porém tem um limite. Posse de bola n?o é sinal de superioridade, principalmente se n?o surte efeito positivo. Querer culpar o alvoroçado Maranh?o e o Lúcio por n?o balançarem as redes é um débil pretexto. Se a meia cancha n?o os alimenta, n?o tem ataque no mundo que funcione.

ALIÁS, se houve um setor do Fortaleza que n?o funcionou, precisamente a meia cancha. Nem Corr?a jogou bem, Daniel Sobralense totalmente nulo e Éverton apagado. Quem lembra que eles estavam em campo, favor levantar a m?o.